23 Abril 2014

Ter filhos, a má ideia que prevalecerá (2)

No blog Pais de Quatro, divaga João Miguel Tavares:


A paternidade, felizmente, tem muitos momentos de prazer, mas até certa idade, se eu me puser a fazer as contas, o saldo é francamente negativo. Agora que eu estou a maior parte do tempo fechado em casa a ler e a escrever, posso garantir-vos que me divirto muito mais das nove às 18 horas e das 22 horas à meia-noite do que das sete às nove e das 18 às 22. Estou com eles, em média, seis horas por dia (excepto aos fins-de-semana, claro), e as nove em que não estou com eles são muito mais calmas, repousadas e self-fulfilling.  

Eu sou, de facto, um pai de quatro criançofóbico, e metade do tempo que passo a falar da família é para alertar para os perigos da paternidade cor-de-rosa - é por tanta gente achar que isto é suposto ser divertidíssimo que tantas famílias vão ao fundo quando os filhos saltam cá para fora e as rotinas mais stressantes tomam conta de nós. Daí a importância da tal educação para o desprazer.

Por favor, não confundam este "desprazer" com a tradicional cultura católica do "sacrifício". O sacrifício, dito de forma bruta, lembra-me sempre gente que coloca o cilício numa perna para se mortificar, e a sua prática cai muitas vezes no lado oposto ao que aqui me quero colocar - uma espécie de recalcamento do "eu" que só serve para causar frustrações e não dá proveito a ninguém, incluindo ao próprio. Não é a isso que me refiro.

O "desprazer" de que aqui falo não é subir para a cruz por vontade própria - é aprender a aceitá-la quando ela vem ter connosco, sem sermos esmagados pelo seu peso. De forma mais filosófica, é a gestão prática da moral do dever kantiana. Ou, se quiserem, é a encarnação do belo provérbio português que diz: "o que tem de ser tem muita força".

o comercialismo na medicina

A Top Hospital Opens Up to Chinese Herbs as Medicines

Comentário: É uma maneira de fidelizar os clientes que se continuam a queixar apesar de não sofrerem de qualquer patologia relevante.

22 Abril 2014

Democracy in America

A classe média norte-americana já não é a mais rica do mundo

quem será?

Mitterrand libertou-nos do comunismo e agora Hollande liberta-nos do socialismo. Este é o passo que a direita não se atreveu a dar quando esteve no poder e que representa um grande avanço para a França.

Alain Minc

Comentário: Mário Soares libertou-nos do comunismo, quem será o líder do PS que virá libertar-nos do socialismo? Uma vez que em Portugal a "direita" - PSD/ CDS - também não se atreveu a dar esse passo, apesar da pressão da Troika.

20 Abril 2014

Feliz Páscoa

... com muitos ovos.

não é racional

... a esquerda já não é racional.

VPV, no Público

Comentário: E algum dia foi?

conservar ou inovar?

O confronto crucial neste país não é entre a esquerda e a direita mas sim entre conservadores e inovadores.

Matteo Renzi

Comentário: Idem em Portugal

19 Abril 2014

3 clusters da saúde 3

Luís Todo Bom, coordenador de um programa de gestão da saúde do ISCTE, afirma, no Expresso desta semana, que Coimbra tem todas as condições para desenvolver um cluster da saúde. Eis os seus argumentos (resumidos por mim):

  1. O Centro Hospitalar de Coimbra que é uma unidade de referência
  2. Uma Faculdade de Medicina
  3. Unidades de Investigação
  4. Parque hoteleiro
  5. Empresas da área dos sistemas de informação
  6. Parque tecnológico e incubadoras de empresas
  7. Profissionais de saúde
  8. Um ambiente tranquilo
  9. Perto de aeroportos
  10. Acessos fáceis dentro da cidade

Ora eu tenho uma excelente notícia para o professor e colega (deixem-me cá sacar do meu MBA) Luís Todo Bom: o Porto e Lisboa têm exatamente as mesmas condições e estão mais próximos dos aeroportos, portanto podemos ter, não 1, mas 3 clusters da saúde de categoria internacional.

Há só um pequeno problema, caro colega, é que nenhuma das estruturas que Vª Exª refere são fruto do mercado ou do investimento privado. São organismos do Estado, puro e duro, que nasceram e cresceram pendurados do OE e que assim pretendem continuar. Ora com um ethos destes, talvez seja mais realista refrearmos um pouco as nossas ambições.

estão a f___r a mãe


Estão a f___r a mãe!
Grita Édipo enciumado.
E pronto ergue a mão
Para calar a razão,
Por paixão.


Comentário: O calor com que os aquecimentistas (trocadilho propositado) atacam os cépticos parece brotar do inconsciente mais profundo. 

a Mãe Universal

Eu sou a terra, eu sou a vida.
Do meu barro primeiro veio o homem.
De mim veio a mulher e veio o amor.
Veio a árvore, veio a fonte.
Vem o fruto e vem a flor.

Eu sou a fonte original de toda vida.
Sou o chão que se prende à tua casa.
Sou a telha da coberta de teu lar.
A mina constante de teu poço.

Sou a espiga generosa de teu gado
e certeza tranqüila ao teu esforço.
Sou a razão de tua vida.
De mim vieste pela mão do Criador,
e a mim tu voltarás no fim da lida.
Só em mim acharás descanso e Paz.

Eu sou a grande Mãe Universal.
Tua filha, tua noiva e desposada.
A mulher e o ventre que fecundas.
Sou a gleba, a gestação, eu sou o amor.

A ti, ó lavrador, tudo quanto é meu.
Teu arado, tua foice, teu machado.
O berço pequenino de teu filho.
O algodão de tua veste
e o pão de tua casa.

E um dia bem distante
a mim tu voltarás.
E no canteiro materno de meu seio
tranqüilo dormirás.

Plantemos a roça.
Lavremos a gleba.
Cuidemos do ninho,
do gado e da tulha.
Fartura teremos
e donos de sítio
felizes seremos.


Um poema de Cora Coralina que identifica a Terra com a Mãe

18 Abril 2014

um artigo muito equilibrado

We have a new climate change consensus — and it's good news everyone

Matt Ridley

Comentário: Matt Ridley, um autor que já aqui tenho citado, chama a atenção para um novo consenso em torno do aquecimento global. Em vez de mitigar, os aquecimentistas falam agora em adaptar.

Eis uma nova postura que é bastante positiva. Se não houver aquecimento global antropogénico - hipótese em que eu acredito -, o investimento na adaptação não é desperdiçado porque serve para nos protegermos de eventos climáticos extremos. Se houver, estamos mais preparados, sem incorrer em custos exagerados.

Sexta-feira Santa em Caminha


+ 1 Gorada

That’s immoral, unethical and despicable - Al Gore

Em resumo, os cépticos do aquecimentismo são imorais, antiéticos e desprezíveis.

Comentário:

Al Gore considera que os cépticos estão ao serviço da indústria dos chamados combustíveis fósseis: ‹‹dirty energy that causes dirty weather››.
Infelizmente, muitos aquecimentistas estão ao serviço da indústria das energias verdes. Basta ver o escândalo do Bundy Ranch, que implica o Senador Harry Reid.

caceteiro

Os espíritos mais débeis são sempre melhores soldados no exército dos extremistas dogmáticos. Por muito que tente, Paulo Rangel será sempre uma longínqua imitação de um pobre scretário de Estado do presente Governo.

Francisco Assis

Ler também este post do JMF, no Blasfénias

Comentário: Este texto demonstra a notória falta de preparação política do líder do PS às eleições europeias. É um estilo caceteiro inaceitável.
Revela, na minha opinião, desespero. O PS deve ter na mão sondagens que lhe dão péssimo resultado, só pode.

17 Abril 2014

À deriva

"É nestas alturas que faz falta por aqui o PA.Este blogue sem o comandante Arroja fica à deriva."
Vivendi
"Estivesse aí o PA e o CGP era triturado e com requintes de malvadez (...)"
Pedro Sá