29 julho 2014

um líder necessita de uma imagem positiva


Quando se procura um líder não chega o CV, é necessário conhecer o passado da pessoa em causa e o que pensam dela.
A crise do BES serve para ilustrar esta afirmação. Entre as muitas dezenas de pessoas com competência para liderar o banco, foram escolher alguém com uma imagem pública positiva e portanto com um capital significativo de “goodwill”. Deste modo a liderança ficou facilitada.
Passa-se o mesmo na política. É impossível governar contra a generalidade dos média e o coro dos profetas da desgraça. Um líder com boa imagem pública e boa imprensa tem, obviamente, mais condições de sucesso.
Passos Coelho nunca desfrutou de uma boa imagem mediática e isso dificultou a sua acção governativa. António Costa, candidato a candidato a primeiro-ministro, pelo contrário, parece andar “ao colo de toda a gente”. A Helena Matos diz a propósito, e com muita piada, que não se via nada assim desde as aparições de Fátima.
Ora este factor é algo de extremamente positivo para um futuro governo que António Costa possa vir a liderar. Podemos contar com menos “virgens ofendidas”, menos greves, e até talvez com um entusiasmo diferente no TC. Isto é negativo? Para os correligionários da coligação PSD/CDS sim, é injusto. Mas já são meninos crescidos e não devem ficar a chorar – é a vida.
Para o Paa s﷽﷽﷽﷽﷽﷽﷽o da populaçgueses não TC. Isto izadasverno que Antntram dele.ís é positivo. Se atendermos a que as políticas do PS e do PSD/CDS são iguais, é evidente que é preferível ter um líder com menos anticorpos. A coligação teve a sua hipótese de marcar a diferença e claudicou.

4 comentários:

taawaciclos disse...

Só os incapazes e frouxos necessitam de "líderes"...

Euro2cent disse...

> menos anticorpos

Ah. Parece que a malta do Porto gostou imenso que ele, Tosta, tivesse mandado ao fundo a cena do Red Bull Air Race, que tentou gamar e lixou sem proveito para ninguém.

E em Lisboa apreciamos imenso a alta cultura da "cambra", no meio do lixo.

Mas quando limpam, é tipo recolhas de vidro às seis da matina, o que providencia um despertar enérgico aos mais letárgicos que julgavam que as leis do ruído eram a sério.

Só vantagens.

mujahedin مجاهدين disse...

Acho que já começo a perceber a adopção do crioulo por aqui...

"Menos anticorpos" ou "perfil de PM"... faz-me lembrar o paleio que alguns por aí tinham quando apareceu um certo inenarrável...

Será que depois também vão ganir em crioulo?

Anónimo disse...

Se é para se continuar em Socialismo realmente é preferível um tipo mais soft a estes encrespados do PSocialismoD.