09 setembro 2015

anulação = divórcio?

Francisco democratiza anulação do casamento católico. Passa a ser mais "simplex" e "rapidex" e aceita circunstâncias como o "abuso matrimonial" (? violência doméstica ?) e traição.

15 comentários:

Ricciardi disse...

Parece-me bem anular casamento católico com base em abuso matrimonial. Violencia, logro, nomeadamente.
.
Rb

Anónimo disse...

A anulação (ou melhor, declaração de nulidade) não é o mesmo que divórcio. Basta ver que a anulação também está prevista no direito civil.

Quanto às circunstâncias mencionadas (e outras), elas são de ter em conta na medida em que ocorreram antes do casamento. Se só surgiram depois, não darão lugar ao processo de nulidade.

Unknown disse...

Não se anulam casamentos católicos ;-)...processo de nulidade é realidade diferente, é realidade legal, de nulidade de processo de casamento. O casamento nunca chegou a concretizar-se. Um bocadinho de estudo também se exige para se poder comentar correctamente. Um abraço

Salvador Mota disse...

Não se anulam casamentos católicos ;-)...processo de nulidade é realidade diferente, é realidade legal, de nulidade de processo de casamento. O casamento nunca chegou a concretizar-se. Um bocadinho de estudo também se exige para se poder comentar correctamente. Um abraço

Salvador Mota disse...

Não se anulam casamentos católicos ;-)...processo de nulidade é realidade diferente, é realidade legal, de nulidade de processo de casamento. O casamento nunca chegou a concretizar-se. Um bocadinho de estudo também se exige para se poder comentar correctamente. Um abraço

zazie disse...

E que tal lerem o texto original em vez de repetirem bacoradas como essa que o da cubata também repetiu.

Que raio de treta é essa de abuso matrimonial e onde é que vem isso no texto?


http://www.news.va/it/news/papa-francesco-rifonda-il-processo-matrimoniale-ca

zazie disse...

Palhaçada que faz favor.

Um ateu manda uma treta via jornalagem americana. O marrano fantástico da cubata repete a bacorada e ainda acentua umas palavras que nem existem de algo que ninguém sabe o que é.

zazie disse...

Anulação de casamento católico com base em abuso matrimonial.

E já está. O crentinho da cubata diz isto e diz-se católico e nem sabe o que o casamento católico e que quem anula é o civil e repete uma treta que lhe cheiro a cena de moda.

Abuso matrimonial dá ideia de sexo kinky

":O)))))))))))))

zazie disse...

Estes crentinhos de pau carunchoso ...

Nossa, que biolência

":O)))))))))))))

sampy disse...

Calma, Zazie. :)

A expressão "abuso matrimonial" é apenas uma forma de tentar resumir as tais circunstâncias que poderão dar origem a um processo breve.

No documento original:
Tra le circostanze che possono consentire la trattazione della causa di nullità del matrimonio per mezzo del processo più breve secondo i cann. 1683-1687, si annoverano per esempio: quella mancanza di fede che può generare la simulazione del consenso o l’errore che determina la volontà, la brevità della convivenza coniugale, l’aborto procurato per impedire la procreazione, l’ostinata permanenza in una relazione extraconiugale al tempo delle nozze o in un tempo immediatamente successivo, l’occultamento doloso della sterilità o di una grave malattia contagiosa o di figli nati da una precedente relazione o di una carcerazione, la causa del matrimonio del tutto estranea alla vita coniugale o consistente nella gravidanza imprevista della donna, la violenza fisica inferta per estorcere il consenso, la mancanza di uso di ragione comprovata da documenti medici, ecc.

zazie disse...

Mas eles é que acharam que o abuso era a intimidade à força

AHAHAHAHHAHAHAHAHA

Ricciardi disse...

Não sei de q te ris. Anular um casamento católico significa q podem voltar a casar pela igreja. E isso é importante para muita gente de boa Fé.
.
Se foram enganados ou se existe violência no casal são bons motivos, para além dos q já existiam, para anular um logro e poder casar pela Igreja novamente.
.
Estás com pulgas moça ou quê?
.
Rb

Ricciardi disse...

A questão aqui até é outra. Apenas desburocratização o processo de anulação q parece q demorava uma Eternidade.
.
Rb

Ricciardi disse...

O pessoal mais novo não liga ao casamento pela igreja. Mas ainda há muita gente q só se sente casada se for pela Igreja. E está certo. Toda a regra tem excepções. O que Deus une não é dissolúvel. Mas quem terá unido um logro terá sido outro agente. Sem consciência do logro ou se presciencia. Vai dar ao mesmo. Nestes casos um católico deve continuar a poder usar o sacramento do casamento.
.
Rb
.

CCz disse...

Zazie a falta que sinto de si no Twitter.
.
Pobre Costa, o que seria dele.

;-)