10 abril 2020

96,9%

"O Ministério Público e a defesa dos trabalhadores após a pandemia" (cf. aqui) é o último artigo de opinião de António Ventinhas, presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público, às vezes chamado TDT (cf. aqui) e o homem que chefia o sindicato da corporação de que todos têm medo (cf. aqui).

Fica claro que o Ministério Público vai defender os trabalhadores, mas é só após a pandemia porque, segundo diz outro jornal, "A esmagadora maioria dos magistrados no activo (96,9%) está em casa (…)" (O Diabo, ontem, p. 3).

Eu já tinha notado neste blogue que os crime caíram drasticamente em Portugal nas últimas três semanas, e os despedimentos selvagens também. Entraram de quarentena, como os magistrados do Ministério Público.

Sem estes grandes heróis como é que nós iríamos sobreviver?


Sem comentários: