08 maio 2018

O Professor Paulo Rangel

Em todos os testemunhos abonatórios que na passada Sexta-feira foram produzidos no Tribunal de Matosinhos a respeito do Professor Paulo Rangel, a parte que mais me impressionou foi a que diz respeito à sua carreira académica, e que hoje legitimamente lhe garante o título de Professor.

O tema foi focado por quase todas as  testemunhas mas sobressaiu nos depoimentos dos advogados Avides Moreira, Pedro Magalhães, Nuno Botelho e Nuno Cáceres.

E como foi a carreira académica do Professor Paulo Rangel?

Em síntese, foi assim:

Foi um brilhante aluno de Direito na Universidade Católica do Porto, onde ficou como Assistente das cadeiras de Ciência Política e Direito Constitucional. Entretanto, chegou a estar seis meses na Alemanha para aprender alemão.

Mais tarde, inscreveu-se no Mestrado em Direito da Universidade de Coimbra. Aí conheceu o Professor Gomes Canotilho que mais tarde o viria a considerar "um dos juristas mais eminentes da sua geração" (Nuno Botelho).

A tal ponto que "O Professor Canotilho esteve [recentemente] nos 50 anos do Professor Paulo Rangel" (Nuno Cáceres).

O Professor Gomes Canotilho considerou-o, na altura,  um aluno de Mestrado de tal maneira brilhante e profundo, e de tal modo acima do grau de Mestre,  que lhe sugeriu que fosse mas era fazer imediatamente o Doutoramento.

E ele assim fez. Foi inscrever-se no Doutoramento em Direito da Universidade Nova de Lisboa recomendado pelo Professor Gomes Canotilho.

Hoje, o Professor Paulo Rangel é Professor na Universidade Católica do Porto e na Oporto Business School.

Perante este eminente percurso académico, veja se consegue acertar:

O Professor Paulo Rangel:

(i) Fez o Mestrado e fez o Doutoramento.
(ii) Fez o Mestrado mas não fez o Doutoramento.
(iii) Fez o Doutoramento mas não fez o Mestrado.
(iv) Não fez nem o Mestrado nem fez o Doutoramento.


(Será publicada a primeira resposta acertada via caixa de comentários)

1 comentário:

Francisco disse...

Não fez nem mestrado nem doutoramento.