09 maio 2018

à velocidade da luz

As profissões muito corporativas têm duas características muito interessantes.

Em público, passam uma imagem de grande unidade entre os seus membros.

Em privado, é muito diferente.

Existem, entre os seus membros, rivalidades, ressentimentos, rancores e invejas que, não podendo exteriorizar em público, eles exteriorizam ao exagero em privado. De tal modo que, quando vejo dois ou três membros de uma profissão muito corporativa a almoçarem em conjunto, a minha conclusão imediata é a de que eles só podem estar a falar mal de algum colega.

Adivinhe agora, dentre os nove posts que publiquei neste blogue nos últimos dois dias (7 e 8 de Maio), aqueles dois que se propagaram à velocidade da luz, em termos do número de partilhas.

(Só publicarei a primeira resposta acertada que mencione os títulos dos dois posts)

1 comentário:

Manolo disse...

Professor Paulo Rangel + Dr. José de Freiras