22 março 2017

da desfeminilização das mulheres

O protestantismo foi, em primeiro lugar, um violentíssimo ataque ao estatuto da mulher na sociedade. Só os países que permaneceram católicos, e não obstante as ofensivas protestantes, é que conseguiram guardar esse estatuto da mulher.

Perguntar-se-á, mas o protestantismo não foi, em primeiro lugar, um ataque à Igreja Católica? Claro que foi, mas o que é a Igreja Católica senão, ela própria,  uma mulher (Maria)?

Das duas principais correntes que saíram do protestantismo - o luteranismo e o calvinismo - a primeira é muito mais anti-mulher do que a segunda. E assim se passa, por consequência,  com as duas ideologias que saíram, respectivamente, de uma e de outra - o socialismo é muito mais anti-mulher do que o capitalismo.

Nós estamos a passar actualmente em Portugal, sob o impulso de partidos socialistas radicais a influenciar o Governo, uma fase anti-mulher que só encontra paralelo no período da Primeira República, também ele dado a radicalismos socialistas.

A novidade é que, no Parlamento, esse movimento anti-mulher é hoje conduzido, em grande parte, por mulheres - mulheres que são o exemplo acabado da desfeminilização das mulheres.

13 comentários:

zazie disse...

Ele até é católico.

Anónimo disse...

Mais parece que está a querer ser o Tramp europeu... mostrou ser mas é uma ganda trampa.

Andou na escola ou em colégios católicos. Não faz dele um católico. Segundo parece afirmou ser laico.

zazie disse...

Muito menos faz dele o exemplo de um protestante.

Para o caso, parece que nenhum de v.s fez sequer a primária pois nem uma frase simples conseguem entender.

zazie disse...

O que ele disse, no original, já aí atrás foi postado.

Disse isto:

"Tornamo-nos previsíveis quando nos comportamos de forma consequente e o pacto no seio da zona euro baseia-se em confiança. Na crise do euro, os países do norte da zona euro mostraram-se solidários para com os países em crise. Como social-democrata, considero a solidariedade da maior importância. Porém, quem a exige também tem obrigações. Eu não posso gastar o meu dinheiro todo em aguardente e mulheres e pedir-lhe de seguida a sua ajuda. Este princípio é válido a nível pessoal, local, nacional e até a nível europeu".

E isto interpreta-se como o exemplo recíproco de obrigações de quem pede e quem empresta.

Quem pede e recebe deve saber usar o empréstimo para não se voltar a individar com gastos descabelados e voltar a pedir como se tivesse o empréstimo não tivesse servido para nada.

zazie disse...

tirar um "como se" a mais.

O exemplo é bíblico- vem nos Provérbios do Novo Testamento. É uma expressão milenar. Nada tem a ver com Norte e Sul e, muito menos, com formas de tratar as mulheres.

Tem a ver com formas de viver encravado.

zazie disse...

provérbios de Salomão- do Antigo Testamento, claro. Mas foram totalmente adoptados no cristianismo. Na Idade Média circulavam a par de exemplos morais de Fedro e Esopo.

Eram ensinados na escola. Por acaso, os Países Baixos têm enorme tradição destes provérbios- incluindo artística.

José Lopes da Silva disse...

"uma fase anti-mulher que só encontra paralelo no período da Primeira República"

está a dar demasiada importância à política. A política não tem eco nas pessoas. Na Primeira República tinha muito mais eco, não só nas cidades mas pelo país, e se o PA já foi ao Bombarral e conhece a história do Bombarral antes e durante a Primeira República deve saber isso bem. Hoje em dia está-se tudo a lixar para as esganiçadas. Alguém sabe o que é a CIG? Sabe o PA porque foi alvo delas...

Aqui há tempos houve duas manifs em frente à Assembleia da República - de borla! - uma de grupos pró-vida que trouxe 100 pessoas e uma de sindicatos que trouxeram alentejanos em autocarros a passear para ter 300 ou 400. Agora vá ver quantas pessoas se vão manifestar nos estádios da Luz e de Alvalade e do Dragão - e a pagar forte e feio!

Nem vou falar daquele carnaval em frente à faculdade de Lisboa, que é para rir.


As pessoas estão a lixar-se para a política - e também por isso é que aquela súbita e determinada mudança de opinião que o PA previa em 2011 ainda não aconteceu.

Pedro Sá disse...

O problema nem é exactamente o elemento literal. É a metáfora que ele consciente ou inconscientemente usou, que fez com que toda a gente percebesse o que ele acha das PESSOAS de uma série de países. E, claro, a lógica de que deveria ser o seu modelo de virtude a determinar COMO se gasta o dinheiro, porque pela lógica dele se o dinheiro fosse gasto em algo que ele achasse virtuoso já podia ser.

Ricciardi disse...

É este tipo de gente tem destas coisas. Usam metáforas para produzir um juízo de valor e julgam-se credores da alma dos povos a quem emprestam dinheiro. Como se emprestar fosse um ato altruísta duma espécie de paizinho que sente que pode repreender o filho nas decisões de cada um.
.
Pois que não empreste. É preferível não emprestar dinheiro do que faze-lo com estes modinhos arrogantes.
.
Isto é como se o nosso banco, que nós empresta dinheiro para o que quer que seja, sinta que pode repreender a clientela e meter-se na gestão dos dinheiros de cada um. Não pode e nunca acontece. Se empresta é porque espera ser reembolsado com juros. Se não espera não empresta. Mas alguém acredita na solidariedade que o holandês disse que tinha para dar e vender?
.
Rb

Anónimo disse...

Vinha dizer qualquer coisa, mas depois de ler o que Ricciardi escreveu, esqueci-me completamente.
Todo o texto é espectacular. Realço uma frase, com a minha respectiva vénia.

“É, este tipo de gente tem destas coisas. Usam metáforas para produzir um juízo de valor e JULGAM-SE CREDORES DA ALMA DOS POVOS A QUEM EMPRESTAM DINHEIRO.”

Não há mais nada a acrescentar!!!

Dognon Médard disse...

Olá

A fim de combater a pobreza e a exclusão de banco, oferecer on-line:

-Empréstimos comerciais
-Empréstimos pessoais
-Empréstimos de financiamento
-Empréstimos imobiliários

E tudo que variam de € 5.000 a € 500.000.

A taxa de juro do crédito é de 2% sobre o total do empréstimo e as condições do empréstimo são muito simples. Obtêm-se empréstimos solicitados num prazo de 72 horas após a apresentação.

Minha oferta é séria, você pode perceber através do procedimento que é procedimento legal entre empréstimos individuais.

Contacte-me hoje e deixe-me saber a quantidade de dinheiro que você quer emprestar.

Meu e-mail é: damienteveu@gmail.com

Com o prazer de ler

Pedro Sá disse...

PA, tem noção que esse alegado estatuto da mulher na sociedade, a ser verdade, seria o de meia dúzia de ricos e sem qualquer ligação à vida de 95% ou mais das pessoas?

Anónimo disse...

Não, o PA não tem noção nenhuma disso. Já nasceu privilegiado (é por isso que ele se acha de elite) e, por isso, não tem qualquer contacto com a realidade do povo. Acha que as mulheres devem ser a imagem da Virgem Maria. É para mim um mistério como é que alguns ainda acham o PA inteligente. Alguém me sabe responder a isto?