30 novembro 2016

Deus é o diabo


O problema está descrito de forma sucinta pelo cartoon afixado pelo Joaquim em baixo: Deixaram de saber distinguir entre o Bem e o Mal.

Das leituras que fiz dos artigos de opinião do Público, acompanhando a conversa entre o Donald Trump e o Peter Throw em baixo, houve uma passagem que me ficou na memória acima de todas as outras. Pertence à Barbara Kings, ex-directora do Público, neste artigo:

O universo de Flinn e dos supremacistas brancos americanos juntava ódio, fanatismo, Deus e violência.

Mas Deus anda misturado com o ódio, o fanatismo e a violência?

Mas então Deus é o diabo?

1 comentário:

Ricciardi disse...

Epá, o diabo é Trump mas, tal como belzebu, é um produto de Deus nosso Senhor.
.
Rb