06 maio 2016

revista à tropa


13 comentários:

Joaquim disse...

Ó Zazie, esta é para si
:-)

zazie disse...

eheh
Onde é que isto se passou?
O que mais gostei foi dos sapatinhos de tacão alto a condizerem com as calças e blusão motard

zazie disse...

Os sujeitos também estão bem apresentados de barba por fazer e bigode

Luís Bonifácio disse...

E depois da revista às tropas, ala para a Costa da Caparica

Zephyrus disse...

Tem ar de sopeira. Quem é?

zazie disse...

sopeira todos os dias
eehehehehhe

Anónimo disse...

No sentido hipermoderno da igualdade e flexibilidade , apos a revista as forcas de seguranca ela vai cozinhar-lhes o rancho!

Euro2cent disse...

Não gosto de ver polícias de metralhadora. Mais do que um cassetete é convite ao disparate.

Raramente é útil, e frequentemente dá asneira. Serve sobretudo para intimidação dos cidadãos pacatos.

Mas agora que estamos livres das ténebras salazaristas é assim.

Luis Teixeira disse...

A ministra da lei da Nacionalidade do Sócrates.A ministra que estava a "tratar" da crise migratória na Europa. Acho que não preciso de dizer mais nada. Luís Teixeira

Anónimo disse...

Com «estas» é que os muçulmanos levam a razão toda. Estão a vê-los, não estão?

Anónimo disse...

Apesar do que está mal nos predicados da tropa que se vê na foto — até nem sabem por os pés... a mulher tem garbo a marchar. Conheci muitos coninhas que nem marchar sabiam, nas décadas de 60/70. Saudades dos Comandos!

zazie disse...

São polícias; não é tropa.

Anónimo disse...

Creio que Zazie queria dizer tropa fandanga; não passando pelos chus i l o.