06 abril 2016

a pedra mais pesada

Também na Sábado.

Aquilo que me deixa estupefacto é como é que isto faz notícia.

Para eu ser o alvo dos activistas da igualdade do género?

Não me importo nada de o ser. Mas aquilo que eu gostaria mesmo é que alguma dessas organizações (a minha preferida seria a CIG) me convidasse para um debate sobre a igualdade do género. Nunca o fizeram.

Que as mulheres são diferentes dos homens, na política como em todos os outros sectores da vida, não há dúvida nenhuma. Enquanto, há meses, choviam sobre mim os maiores anátemas por ter chamado esganiçadas às deputadas do BE, eu sorria e dizia para comigo: "Só me estão a dar razão - as mulheres são verdadeiramente diferentes dos homens".

Se a direcção do BE fosse composta por homens e eu lhes tivesse chamado esganiçados, nada teria acontecido. O comentário teria passado absolutamente despercebido, ainda por cima feito num canal televisivo de reduzida audiência.

Mas a direcção do BE é composta por mulheres. A população - eu ia escrever, o povo -  pegou no adjectivo e converteu-o numa alcunha. Nunca tal foi  meu propósito ou desejo. E embora não me arrependa uma vírgula do que disse, lamento que o adjectivo tenha sido transformado numa alcunha de que provavelmente as deputadas do BE nunca mais se vão livrar.

Uma alcunha, escreveu William Hazlitt, é a pedra mais pesada que o diabo pode atirar a uma pessoa.

No artigo do JN em que  eu era suposto ser levado a tribunal pela CIG, com o testemunho das deputadas do BE (continuo sem receber a notificação do DIAP), o título era "'Esganiçadas' levam Arroja a tribunal". Eu continuei a ser tratado pelo meu nome, as deputadas do BE é que não eram tratadas pelo seu.

Não apenas as mulheres são menos sectárias e, portanto, menos agressivas na política partidária. São também mais vulneráveis do que os homens, como o episódio acima claramente demonstra.

65 comentários:

João disse...

Desafio o Pedro Arroja a escrever um Post a expor a sua opinião sobre o espírito partidário (invertendo assim a aparente desvalorização da mulher) . Certamente que os jornaleiros a reproduziriam com tanto vigor como o post da polémica...

Anónimo disse...

O PA já o fez repetidamente, é só vasculhar pelo histórico do blog. :)

zazie disse...

Eu não lamento nada. Posso não ter concordado com a pertinência de lhes ter chamado isso mas agora a única coisa que gramo é que dessa já não se livram.

E foram @s tosc@s de ambos os sexos que propagaram a parvoeira

AHAHAHAHAH

zazie disse...

Mas não são menos agressivas. Há algum homem que se aproxime ao histerismo da filha do Adriano Moreira?

A sujeita até cospe e só falta lançar labaredas pela boca para defender mariquices.

Anónimo disse...

E o destaque nos aventados. Na coluna da esquerda.

https://aventar.eu/

zazie disse...

Não consigo ler essa merda.

Esse Aventar é coisa que me provoca repulsa maior que o Avante.

Está lá tudo o que é responsável pela doutrinação da juventude nas escolas.

São esses homens-de-saias que fabricam robots escardalhos de pequeninos.

Vivendi disse...

É assim mesmo PA.

Os sistemas podres são colocados a nu pela coragem de uns poucos homens que ousaram ser diferentes quando as massas eram todas iguais.

E já que o blog está com a audiência em alta não é demais deixar estes links aos novos visitantes e aos jornaleiros do regime:

http://dragoscopio.blogspot.pt/

http://portadaloja.blogspot.pt/


Nunca é demasiado tarde para acordar para a vida.
Boa sorte.


Vivendi disse...

E para quem quiser assistir ao PA em conversas em família.

http://o-tradicionalista.blogspot.pt/2016/04/pa-em-conversas-em-familia.html


Vivendi disse...

"Num país normal, especular em imobiliário com o dinheiro da segurança social seria motivo para uma onda de indignação de proporções consensuais (corrijo: num país normal o chefe de governo nem se atreveria a tal desmando).

Num país socialmente corrompido, ideologicamente infantil e sem qualquer cultura demoliberal, aquilo que indigna e faz correr tinta são as espingardadas do Pedro Arroja no seu blogue. Merecemos a próxima e as seguintes bancarrotas."

CMF

Pedro Sá disse...

Felizmente, a agressividade não depende do género. O PA, infelizmente, segue a visão burguesa da mulher como pessoas naturalmente mais frágeis - o que está mais que provado ser falso.

Anónimo disse...

zazie, se ainda tivesses idade para a coisa, um dos "homens-de-saias" do aventar era capaz de te mostrar o que tem debaixo das saias.

Anónimo disse...

“O Papa Francisco é o exemplo acabado do católico protestante ou do protestantismo dentro da Igreja Católica.”

Não entendi. Um chefe de uma igreja que tudo integra, pode então ser protestante? Se o papa é o exemplo de protestantismo dentro da igreja, segundo diz, não devia estar a ser sectário?
PA, para ser levado a sério, tem de ter um mínimo de coerência no que escreve.

Pedro

Anónimo disse...

Vivendi, tem razão. Eu também acho que um país que leva tão a sério o PA, que tem um pensamento tão desarticulado e que se limita a bitaites, as tais “espingardadas”, não é um país a sério. Será isto um sinal da nossa cultura católica tão arreigada? O mais curioso é que o próprio PA parece levar-se muito a sério e pensa, de facto, que tem importância o que ele diz. Noutro qualquer país, seria ridicularizado. Não sei o que pensar disto tudo.

Pedro

Ricciardi disse...

Não é natural um cavalheiro desconsiderar/destratar publicamente uma mulher.
.
Com razão ou sem ela quem destrata mulher em público não vai longe.
.
O PA está prestes a conseguir um efeito interessante. Inverso ao pretendido. Do tipo Boomerang. Semelhante ao efeito da murraça dada ao Mário Soares que fez com que ganhasse as eleições.
.
As esganiçadas só têm que lhe agradecer.
.
Rb

Mario Afonso disse...

A maior parte dos comentários azedos vem de quem já reage imediatamente a qualquer comentário que inclua a expressão "mulheres" como o cão de Pavlov: a salivar, mas neste caso à espera de um qualquer comentário "machista". Não se dão sequer ao trabalho de ler a opinião por completo, muito menos tentar entendê-la. Aquilo que é um claro elogio a uma característica feminina (que não será geral mas com certeza mais comum nas mulheres do que nos homens) é entendido como a expressão de um pensamento "retrógrado e machista". Qualquer dia afirmar que as mulheres tem mais tendência a engravidar ou normalmente tem seios maiores do que os homens também vai ser considerado "retrógrado e machista".

Harry Lime disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Harry Lime disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
zazie disse...

Mas não leu logo um anti-machista cobarde que nem nick mostra porque pode ser mais um conhecido que por aqui pasta?

O que fez ele- comentário ordinarote e machista contra mim.

Mas tem de ser um progressista dos que "luta pela igualdade dos géneros" e é contra os piropos ofensivos.
e for piada de caserna como o pai diz à mãe, já não faz mal.

A escardalhada é ressabiada porque, para serem aprovados pela tribo têm de viver a recalcar tudo o que é natural.

Quando lhes salta a tampa, deitam cá para fora toda a merda que reprimem para parecer bem.

zazie disse...

Não há homens no Aventar. Há uma espécie soja de salinha de profs. A coisa mais neutra, estúpida e acéfala que se pode encontrar.

Harry Lime disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Harry Lime disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Harry Lime disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Mário Afonso, ninguém aqui chamou "retrógrado e machista" ao PA. Acontece é que quem anda à chuva, molha-se, pelo que não se entende o choradinho. O PA diz que as mulheres são incapazes de certas coisas (o Mário, como é ingénuo, é que acha que ele está a falar da gravidez ou dos seios). Ora, qualquer mulher de pêlo na venta reage, com excepção de algumas, que acham que apenas têm capacidade para gerir a economia doméstica e essas até vêm aqui aplaudir o PA.

Pedro

Harry Lime disse...

Se a direcção do BE fosse composta por homens e eu lhes tivesse chamado esganiçados, nada teria acontecido.

Evidente . Mas como a direcção do BE é composta de mulheres elas vieram atrás do PA porque, como o PA defende, as mulheres são diferentes dos homens.

Faz sentido. Deveria, acima de tudo, fazer sentido para o PA. É que esta controvérsia corrobora completamente a sua tese!

Isto parece os Monty Pyhton: um homem que defende que as mulheres são diferentes dos homens ficar zangado porque as mulheres o perseguem numa situação em que não presseguiriam um homem.

Será que só eu é que vejo o quanto absurdo isto é?

Rui Silva

PS. Estou a republicar isto porque me esqueci de meter a citação do post do PA a italico. :-)

PPS. Limpei um bocado o portugues, um tipo está a escrever à pressa e depois só escreve parvoices, :) :)

Harry Lime disse...

Vamos ver as coisas ao contrário. Imginemos que a reacção ao comentário do PA seria indiferença absoluta, ie, semelhante à que seria se fosse drigido a uma homem.

Isso não seria a refutação absoluta da tese do PA segundo a qual os homens são diferentes das mulheres?

Por outro lado, o PA ficaria menos chateado porque, convenhamos, ninguém gosta de ser "perseguido" nem "processado". :-) :-)

(digamos que este comentario é igual ao anterior mas ao contrário)

Rui Silva

Ricciardi disse...

Eu achei engraçado a afirmação de que os jesuítas são os protestantes da igreja católica.
.
Porque é perfeitamente falso. Primeiro porque já existiam Jesuítas antes de Lutero e Calvino. Segundo porque os Papas socorreram-se dos Jesuítas para suster o protestantismo (diga-se, sem grande êxito, contudo com algum). Uma ordem que jura fidelidade ao Papa é tudo menos protestante que tem na figura do Papa precisamente a principal divergência.
.
Já quanto à opus dei talvez tenha razão.
.
Rb

Harry Lime disse...

Eu achei engraçado a afirmação de que os jesuítas são os protestantes da igreja católica.

Para o PA todos o que, dum forma ou doutra, façam uso da racionalidade e da ciência são imdeiatamente apelidados de "protestantes"

O PA é só sentimento...

Rui Silva

zazie disse...

Por acaso é verdade e por aí até acertas.

O PA é muito mais feminino do que se julga.

Mesmo na tv todos aqueles exemplos são coisa de mulher- tudo muito corriqueiro, tudo muito emotivo, tudo embrulhado de exemplo doméstico, e sem nunca se dar ao trabalho de teorizar nada

eheheh

Mas as esganiçadas são burras e nem isto topam.

zazie disse...

Outra coisa- desta vez, sim- acredito que tenha havido dedinho do BE em telefonema para os jornais.

Esta série súbita de textos imbecis, todos iguais, publicados nos jornais e revista, a troçarem e a diabolizarem o PA como um perigoso uber-neo-liberal (ficava fóssil dizerem porco capitalista mas o sentido é igual) teve dedinho das esganiçadas.

A cena com o Joãozinho não acredito porque é coisa que ultrapassa o PA e deve ser fruto de não quererem pagar megalomanias (já que têm as deles à frente) mas estes artigos não.

Estes artigos foram feitos por encomenda.

Faz é falta uns wikileaks nos media porque é tudo vendido e tudo escardalho a trabalhar para combater aquilo que imaginam como a famigerada direita.

Ricciardi disse...

"...tenha havido dedinho do BE em telefonema para os jornais."
.
Certamente. A melhor apólice de seguro desta direção do BE é usar declarações do tipo "não queria essas mulheres nem dadas" a seu favor e capitalizar aquele sentimento popular que não vai à bola com declarações que possam diminuir-lhes as mulheres.
.
E até já resultou ao contrario. Elas passaram a ter um timbre menos esganiçado e mais calmo e parece que fica o PA, afinal de contas, a esganicar contra elas. Ehehehehe
.
Rb

zazie disse...

Seguindo o instinto de "figura parda" de que fala a marina, eu até tenho ideia do modo como o PA era capaz de tourear toda a gente e deixar meio mundo às aranhas sem possibilidade de lhe fazerem nada.

Bastava ter por modelo o bom do velho inspector Columbo das séries televisivas.

Esse era matreiro mas usava sempre um tom de pobre diabo, a pedir desculpa por qualquer coisinha e a explicar toda a treta com apartes domésticos como tendo sido coisa que veio da "senhora Columbo".

O PA já tem o estilo doméstico e jeito para contar histórias. Todas elas se resumem a fazer passar uma matreirice em tom banal como se fosse em família.

Bastava tirar aquele tom pimpão de ego insuflado, aos pulinhos para dar nas vistas e passar por napoleão e fazer o inverso.

Continuar a dizer o mesmo, acrescentando- como costuma dizer a "senhora Arroja"...
Até a "senhora Arroja era a responsável por lhes chamar "esganiçadas".

Não há lobby que aguente um golpe baixo destes e nenhuma esganiçada se atrevia a colocar em tribunal a boa da "senhora Arroja" mailas suas conversas com o "inspector Arroja".

":OP

Ricciardi disse...

Boa

zazie disse...

Até o exemplo dos pénis nunca teria sido notícia nem pretexto para mais uma cena de indignação e necessidade de combate, se, em vez da conversa do exemplo ter vindo da pergunta do filho, viesse do pai à senhora Arroja.

E a senhora Arroja-mãe é que fazia passar a mensagem que filhos são vida, obra de Deus, não podem ser pretexto de capricho entre quem os não pode parir e quer fingir que pode por ser dono e os ter "comprado".

zazie disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
zazie disse...

Portanto, a ver se percebem- eu sou mulher, não gosto de mandos mas, como qualquer mulher, de matreirice percebo

Eles depois executam

":OP

Anónimo disse...

Zazie, mulheres que nunca se meteram em politica, muito menos no BE, acham que o Pedro Arroja é parvo e apalhaçado. A minha própria mãe, que já morreu, tenho a certeza que não o queria nem dado. O homem saberá, pelo menos, pregar pregos e arranjar canalizações em casa? Se fosse assim, talvez… ;) A zazie esganiça-se toda para ser intérprete do PA, ai que ele disse isto mas queria dizer aquilo etc renhónhórenhó. Não vale a pena o seu esforço. Vamos chamar os bois pelos nomes, à antiga portuguesa: O PA é parvo. Aliás, se não o fosse, não tinha feito aquela cegada do Joãozinho, que fica para o anedotário nacional, não é? QED. A zazie têm ao menos consciência de que o PA é uma figura caricata? As do BE ao menos têm poder politico efetivo, quer a zazie e o PA gostem, quer não. O PA, pelo contrário, é um personagem típico do Porto que, a partir desse grande jornal que é o JN, vai-se esganiçando para dar nas vistas.

Harry Lime disse...

Esta série súbita de textos imbecis, todos iguais, publicados nos jornais e revista, a troçarem e a diabolizarem o PA como um perigoso uber-neo-liberal (ficava fóssil dizerem porco capitalista mas o sentido é igual) teve dedinho das esganiçadas.

Isso por acaso é completamente idiota porque, do ponto de vista ecoóomico, o PA já abandonou a cena neo-liberal ortodoxa da sua juventude (e fez muito bem).

Seguindo o instinto de "figura parda" de que fala a marina, eu até tenho ideia do modo como o PA era capaz de tourear toda a gente e deixar meio mundo às aranhas sem possibilidade de lhe fazerem nada.

Bastava ter por modelo o bom do velho inspector Columbo das séries televisivas.


Sem dúvida. Julgar que o PA é um ingenuo palerma é uma aposta perdida. Até porque ele é um gestor de investimentos com sucesso e ninguém vinga nessa vida sem manha nem matreirice.

Comete erros como toda a gente. E tem as suas pancadas, como toda a gente também.

Rui Silva

Anónimo disse...

Quer o Rui Silva dizer que o PA se faz de imbecil porque gosto? Está bem, há taras piores…
O que é que tem isso a ver com a profissão dele, é que já não sei. Pode-se ser excelente carpinteiro ou financeiro, e ser-se ignorante e parvo noutras coisas.
O que tenho vindo a reparar é que são vocês que tratam o PA como se fosse um ser superficial, um tipo que apenas tem vida nas redes sociais e nos jornais a mandar bocas. Olhem que ele tem uma vida pessoal própria, inclusive com as suas angústias e preocupações, e o caso Joãozinho deve estar a preocupá-lo muito mais do que pensam.

Harry Lime disse...

Quer o Rui Silva dizer que o PA se faz de imbecil porque gosto? Está bem, há taras piores…
O que é que tem isso a ver com a profissão dele, é que já não sei. Pode-se ser excelente carpinteiro ou financeiro, e ser-se ignorante e parvo noutras coisas.


Não, o Rui Silva quer dizer que o PA é um provocador como sempre fez.

Se conheceres a historia do homem (desde o tempo em que ele ia à televisão a defender a privatização da água canalizada) o gozo dele estava em mandar as bocas para o ar e depois ver o pessoal aos gritos.

Agora, eu acredito que ele acredite no que diz (o que não faz dele um imbecil) mas a forma como se manifesta é claramaente provocatória.

E eu acredito que em debate aberto conseguiria levar de vencida um oponente mal preparado ou que acreditasse, como tu, que ele não passava de um imbecil retrogrado.

Rui Silva

PS. Eu discordo de 99,9999999999999% do que o PA escreve mas respeito o homem. E não caio no erro de o achar um cretino.

zazie disse...

È o máximo ler estes valentes encapuçados a analisarem o possível desejo erótico que o PA pode provocar.

Que interessa isso. Há-de ser melhor casado que v.s todos juntos. Tem família com carreira na vida que também dá para dar e vender para as filhas que v.s não têm ou filhos que gostariam de ter.

Portanto, o Arroja não é nem nunca foi a questão nesta treta. Estou-me pura e simplesmente borrifando. Não ando aqui looking for como os rabetas encapuçados.

A questão é a Comichão. Mais nada. Uma comichão de comichosas pagas pelo contribuinte para perderem tempo a ver um programa de tv regional que ninguém vê e inventarem um crime de ódio ou fobia que só existe nas mentes doentias delas próprias.

Doentias mas totalitárias e com os bons dos tiques de censura que gostam de dizer que isso só existia na Ditadura.

Porque era pouco. Se a ditadura fosse delas era à KGB e STASI e agora é o que nem a lei permite mas o lobby tenta.

Anónimo disse...

Caramba, Rui. Até chegar ao terceiro parágrafo, estava a convencer-me que ele não diz essas coisas por convicção, porque não acredita no que diz, mas apenas para provocar, né. E eu para mim: é pá, na volta, o Professor até é do BE. É uma espécie de sátira autofágica, um género de humor de que gosto muito. Conheço um blogue americano hilariante de pseudo-católicos com que me rio muito.
Depois, tchancatrapum, diz que o professor acredita no que diz. Chato, né. É um anti-climax. Pronto, desculpe lá, mas isso faz dele um imbecil. Porque, vamos lá a ver, devagarinho… aquilo que ele diz é imbecil. Pense agora comigo: como é que se topa um imbecil? Pelo andar? Pela cor dos olhos? Ná, pelo que a pessoa diz.
Rui, eu não estou interessado em debater nada com o Professor, mas acredito que ele me vencesse. Eu, um dia, fui completamente derrotado por duas senhoras testemunhas de jeová, à porta de minha casa, que me asseguravam que o mundo tinha nascido às três horas e dez minutos do ano 69, mais coisa, menos coisa. Como é que eu conseguiria convencê-las do contrário? Deixem cá o papelinho, obrigado, saudinha e até à vista.

zazie disse...

Agora faz o seguinte. Pede para ires também a um programa de tv para lhe dizeres isso tudo cara a cara.

Depois faz uma redacção da importância teórica disso e vende como tese de mestrado que és capaz.

zazie disse...

Ah. E estes encapuçados a falarem do Arroja que nem mulherzinhas, são homens.

A piada está nisso. São carroceiros, falam como ouvem falar em casa, mas nem precisam de ser mulherzinhas porteiras- são macho.

Macho de égua, claro.

zazie disse...

A labreguice ao poder que os machos já lá estão e as éguas também.

zazie disse...

Melhor, repetindo o grande slogan do PREC:

P'rá frente ó pessoal da barracas!

Anónimo disse...

Pôças, zazie, isso parece um orgasmo.

zazie disse...

Foi bom para ti?

":OP

Harry Lime disse...

Eu limito-me a pensar que uma pessoa não é estupida apenas por não acreditar nas mesmas coisas que eu. Só isso.

E algumas dessas crenças podem ser estupidas mas isso não faz da pessoa estupida. Eu proprio estou disposto a acreditar (se me convencerem...) que algumas das minhas crenças podem não ser muito inteligentes.

Como principios não me parecem maus.

Rui Silva

Harry Lime disse...

O que eu sempre gostei nas minhas conversas na internet é que duma forma ou doutra acabo a ser insultado por pessoal à esquerda e à direita... o que significa que devo estar a fazer alguma coisa certa.

Agora aparece-me aqui este anonimo que, apesar de acreditar mais ou menos nas mesmas coisas que eu, não me parece ter sido muito abençoado pela inteligência.

Pá, acontece. O que é que se há-de fazer?

Rui Silva

Ricciardi disse...

Um gajo pode não ser um cretino e, no entanto, as ideias não valerem um vintém.
.
Rb

zazie disse...

O inverso também é válido

ahahaha

Acho que as possibilidades combinatórias são infinitas mas só um asno se preocupa com elas quando tem uma questão teórica na berlinda.

zazie disse...

Esta questão das esganiçadas, em si, mesma e na comichão envolvida é uma absoluta idioteira.

Perder tempo a distinguir a idioteira da questão da maior ou menor idioteira do criminoso que inventaram antes de terem o crime, é apenas sapateado para disfarçar a defesa da censura.

zazie disse...

E agora vou ver um Colombo que isso sim, merece a pena

eheheh

Muito curtia eu aquele ar de zé ninguém, a coçar a cabeça e sempre a voltar atrás com mais umas perguntas chatas. E depois a pedir desculpa pelo incómodo e sempre a contar as opiniões patetas da mrs Colombo e no fim a levá-los a todos de cana.

Personagens destas, com esta pinta, só em ficção. A realidade fica sempre aquém.

Ricciardi disse...

O Colombo, pois é. O detective. Mas havia um que tb era fino. O Beretta.
.
Rb

Ricciardi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Rui, tu não és nada estúpido, apenas confuso. Aliás, ainda não entendi quais são as tuas opiniões sobre o que quer que seja. Percebi que és um ecuménico porreiraço. As opiniões, sejam ou não estúpidas, marcham todas. Escreves tu esta pérola: "E algumas dessas crenças podem ser estúpidas mas isso não faz da pessoa estúpida." Continuo sem saber o que, para ti, faz de uma pessoa estúpida. Não sei se esse é o teu receio, mas deixa-me descansar-te: dizer que uma pessoa é estúpida ou imbecil, não é o mesmo que dizer que se trata de uma má pessoa. São categorias diferentes.

Anónimo disse...

Também foi bom para mim, zazie, sim. Tu tens uns orgasmos espirituais que nem a Santa Teresa de Ávila, quando falas da esquerda e me chamas nomes, e isso excita-me.

Harry Lime disse...

Rui, tu não és nada estúpido, apenas confuso. Aliás, ainda não entendi quais são as tuas opiniões sobre o que quer que seja. Percebi que és um ecuménico porreiraço. As opiniões, sejam ou não estúpidas, marcham todas. Escreves tu esta pérola: "E algumas dessas crenças podem ser estúpidas mas isso não faz da pessoa estúpida." Continuo sem saber o que, para ti, faz de uma pessoa estúpida. Não sei se esse é o teu receio, mas deixa-me descansar-te: dizer que uma pessoa é estúpida ou imbecil, não é o mesmo que dizer que se trata de uma má pessoa. São categorias diferentes.

Anónimo,

As minhas opiniões (in a nutshell):

a) o PA é um tipo muito inteligente

b) o PA nestas matérias de homens e mulheres tem opiniões... esquisitas (e, na minha, opnião erradas), que de resto, eu não me canso de combater (dá uma vista de olhos pelas caixas de comentários.

c) tu, nestas matérias de homens e mulheres, tens opniões... porreiras (e na minha opnião correctas), posição que, de resto, já manifestei nesta caixa de comentários.

d) infelizmente, ao contrário do PA, tu pareces-me um notório imbecil que não consegue ver para além das "opiniões"...

e) o que eu digo acerca do PA, digo acerca da zazie, com a diferença que a zazie tem bom gosto em filmes e sentido de humor (outra coisa que te falta, além da inteligencia)

Rui Silva

PS. Já agora, anonimo, tens a certeza que não és benfiquista? é que apresentas todos os sintomas...

Anónimo disse...

Não consigo ver além das opiniões? Bem, Rui, tu tens a rara qualidade de te atropelares mentalmente a ti próprio, e já são choques em cadeia. Nota que estamos numa caixa de comentários, entre gente que não se conhece de lago nenhum, de quem apenas conhecemos opiniões. Toda a gente tem vida para além disto, que não é para aqui chamada. Eu sou cego à inteligência, ou falta dela, dos meus amigos, porque tenho uma vida comum com eles que ultrapassa isso tudo, incluindo grandes bacalhauzadas.
Disseste ali em cima que o PA acredita naquilo que diz. Ora, isso é que trama tudo. Se tivesses dito que ele era um satírico, tinhas salvo a coisa. Já reparaste, por exemplo, que ele, em certos assuntos, diz uma coisa e o seu contrário?
Não te importas de ler outra vez o teu comentário? Divides em paragrafozinhos, e assim evitas elaborar. O PA é um tipo muito inteligente (porquê, Rui, porquê?). O PA tem opiniões esquisitas (Dah…). Diz se te estou a cansar. Se te estiveres a divertir, continuamos.
Sou do Benfica, pois, como qualquer bom chefe de família.

Anónimo disse...

Também gosto de homens, por isso, se quiseres, continuamos a conversa por outros meios.

Harry Lime disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Harry Lime disse...

Anónimo,

Por outras palavras, a zazie e o PA são pessoas com as quais eu me via a tomar o copo. São pessoas interessantes. Só que têm as suas pancadas e são interessantes exactamente por causa das pancadas que têm.

Contigo, pelo contrário, não vejo isso a acontecer. És um chato. És o "esquerdista" pre-fabricado standard. Quem conheces um, conhece todos. Boring...

E se calhar és benfiquista. Boring...

Rui Silva

PS. Por outro lado, há aqui um tipo (o Rb) que consegue ser interessante e tem opiniões porreiras. Lê o que ele escreve e aprende

Anónimo disse...

É claro que o PA é um personagem interessante. A zazie também é interessante. Quem disse o contrário? São ambos personagens muito interessantes e a zazie, sobretudo, é um personagem interessante da internet. Tu, um bocadinho menos. És aquele que fica num canto da mesa, de boca aberta, fascinado. Mas tomava um copo contigo, se quisesses. Ou não, pronto, não interessa. Já a zazie, podes esperar sentado. Embora às vezes não pareça, a zazie tem de facto lá fora uma vida própria em que tu não entras.
Xau Rui e Viva o Benfica.
Adeus, zazie, beijinhos, ai ai.

Ricciardi disse...

A internet está a tornar as pessoas umas bestas. Dizem-se coisas a coberto da internet que nunca se diriam ao vivo.
.
Rb

Harry Lime disse...

Não te importas de ler outra vez o teu comentário? Divides em paragrafozinhos, e assim evitas elaborar. O PA é um tipo muito inteligente (porquê, Rui, porquê?). O PA tem opiniões esquisitas (Dah…). Diz se te estou a cansar. Se te estiveres a divertir, continuamos.

O PA é um tipo inteligente porque 'e?

Porque já li coisas inteligentes dele (se leres neste blog o que ele escreveu em 2008/2009 acerca da crise financeira descobres logo). Est\ao ali ao lado nos arquivos. Passa por lá.

Porque é um tipo que se arrisca dizer coisas fora da norma e tem um pensamento independente. E isso neste pais é de louvar. É um provocador no sentido em que põe os outros a pensar nas coisas (mesmo que não seja essa a sua intenção :) :) )

Está explicado?

DE ti tudo o que ouvi até agora são os lugares comuns do costume. e eu prefiro mil vezes um homem que diz coisas fora do normal (mesmo que sejam esquisistas) do que outro que se limita a debitar vulgaridades, E até agora não ouvi outra coisa de ti.

Rui Silva