25 dezembro 2015

Joãozinho

Comento há dois anos no Porto Canal, todas as Segundas-feiras, no Jornal da Noite, entre as 20:00 e as 20:30. Todos os meses falo, pelo menos uma vez, de uma obra boa que estou a fazer juntamente com muitas outras pessoas - a construção da nova ala pediátrica do Hospital de S. João.

As crianças internadas na Pediatria do HSJ estão desde há oito anos instaladas em contentores metálicos porque o Estado não tem dinheiro para construir um edifício condigno. A Associação Humanitária "Um Lugar para o Joãozinho" meteu mãos à obra e a obra começou no dia 2 de Novembro.

É uma obra que custa 25 milhões de euros e que está para além da capacidade mecenática de qualquer pessoa ou grupo restrito de pessoas. Precisa da ajuda de todos os portugueses. E que não deixará de ser feita, só porque o Estado não a faz.

Entretanto, hoje passa mais um Natal e as crianças lá continuam internadas num barracão próprio de um país do Terceiro Mundo.

As observações que inseri no meu comentário do Porto Canal no dia 9 de Novembro - exactamente uma semana após o início da obra - acerca das deputadas do Bloco de Esquerda foram premeditadas e devidamente pensadas e visavam chamar a atenção sobre mim e, por implicação, sobre a obra que estou a fazer, e para a qual necessito pedir a ajuda de todos os portugueses.

O resultado foi muito superior às minhas melhores expectativas.

8 comentários:

Euro2cent disse...

[Tenho o triste dever de informar os convivas do seguinte: se não leram as histórias de Giovanni Guareschi acerca de Don Camillo e o Seu Pequeno Mundo, são uns desprivilegiados, escassos furos acima da besta inculta e muito poucos mais acima do literato apreciador de Sade.]

É por esta altura do campeonato que o Cristo do altar sussura ao Don Camillo "Os fins não justificam os meios" e o despacha com uma penitência de jejum e um sorriso.

Anónimo disse...

Pedro Arroja, temos saudades de si, apesar de o seguir no Porto Canal.
Eu sei que "isto" é um país de bestas. O grave é que são bestas invejosas.

Vamos para a luta, a guerra. Diga só como.

Abraço do eao

Anónimo disse...

Continue a aparecer nas notícias. :)

Vivendi disse...

O tradicionalista está do seu lado.

http://o-tradicionalista.blogspot.pt/

Rui Alves disse...

Só que também contribuiu para dividir a comunidade e os portugueses. :-)
Antigamente não falavam de si, agora há os que falam mal e os que falam bem.

Antonio Cristovao disse...

Para mim nem os fins justificam os meios, como parvalhadas só servem para denegrir, mesmo que seja uma ala para as crianças.

Anónimo disse...

Mentiroso do caralho. Mete tu a guita que roubaste filha da puta. Havias de levar nos cornos até cagares sangue

Anónimo disse...

Muito bem, Pedro Arroja. Tenho a certeza de que o Estado se vai afastar do assunto e vai deixá-lo acabar a obra com o dinheiro que conseguir angariar.