27 outubro 2015

uma excelente sugestão

Aceite a solução eleitoral, há uma primeira dificuldade: que fazer entre a eventual queda do governo de Passos Coelho e a data mais próxima para novas eleições, isto é, entre Novembro de 2015 e Junho de 2016? Manter o governo de Passos Coelho em gestão ou nomear António Costa para um governo temporário não seriam boas opções: qualquer delas provocaria apenas a mobilização dos excluídos, para além das dificuldades associadas a um regime de gestão no primeiro caso. Um governo de iniciativa presidencial, que seria a outra possibilidade, não parece entusiasmar nem o próprio presidente.
Por tudo isso, há que encarar outro tipo de solução governativa, e essa pode ser a de um governo de transição que resultasse de um pacto entre os partidos parlamentares, com vista a garantir a governação até às próximas eleições. A iniciativa caberia aos partidos, e seria depois sancionada pelo presidente da república. Esse governo continuaria a responder perante o parlamento e o país. Não corresponderia a nenhuma “suspensão da democracia”, mas apenas à necessidade de assegurar uma governação eficaz e imparcial num período entre eleições. Teria um prazo definido e um mandato que o habilitasse a corresponder a todas as urgências decorrentes da situação financeira e dos compromissos internacionais (os quais são agora aceites por todos os partidos, a crer no que é dito pelos negociadores da “maioria de esquerda”). Mas limitar-se-ia a si próprio quanto a outras decisões. Não seria um governo de gestão, mas um governo que, com plenos poderes, os exerceria com prudência e contenção.
Comentário: Eu gostaria de acrescentar aos nomes sugeridos por Rui Ramos, António Guterres e Durão Barroso. Ambos parecem disponíveis e seria um serviço público que dificilmente poderiam recusar ao País.

20 comentários:

Ricciardi disse...

1) novo governo cai
2) PPC demite-se
3) Cavaco forma uma equipa de notáveis, do psd e do ps, e dá posse a um 'senador' ligado ao PS para garantir abstenção do PS. Guilherme de Oliveira parece-me bem.
4) Anuncia novas eleições para jul de 2016.
.
Rb

Ricciardi disse...

5) Costa sai da presidência do ps em jan 2016 depois de alguém fazer o q ele fez ao Seguro.
6) Portas não se demite do cds e rompe coligação com o PSD. Espreita a possibilidade de se juntar ao partido q ganhar novas eleições. PS ou PSD.
.
Rb

Harry Lime disse...


pREAMBULO: desta vez não estou com o camarada Rb, lamento...

Há dois problemas com esta solução e com qualquer solução de governo de iniciativa presidencial :

a) a AR com maioria hostil de certeza que iria bloquear toda e qualquer legislação (o Governo é de gestão, mas a AR não e´). O Eanes já fez isto em 1979/80 com os maus resultados conhecidos.

b) O problema com antonio Guterres: não quer vir para cá porque a ONU é muito mais porreira. E não é propriamente um "senador" (e por exemplo, sou xuxa mas não apreciei o seu reinado)


c) Durão Barroso? O gajo que fugiu para a Comissão Europeia? Esta tipo é um safado, cobarde e não é um senador.


Neste caso vamos ter de viver com o que a AR decidir e pode muito bem decidir ir à esquerda.

Se correr bem não acontece nada de mau. Se correr mal... bem... temos eleições daqui a um ano, que é mais ou menos o que teremos com um governo de inciativa presidencial.

Rui Silva

Harry Lime disse...

Até agora, os mercados não pareceram muito assutados com a perspectiva de um governo de esquerda. Pode ser que uma vez na vida tenham razão.

Rui Silva

Harry Lime disse...

Eu penso que os ganhos para a democracia seriam imensos se o PCP e o BE demonstrassem que tinham capacidade para se sentar à mesa das pessoas crescidas (assumindo que o CDS é uma pessoas crescida...)

Quer dizer, os PaF estão lixados porque assim vão perder os tachos mas Portugal vive bem com os dramas da boyada.

Rui Silva

Ricciardi disse...

Pois, não é o q defendo mas, se o PR for coerente com aquilo q disse jamais dará posse a um governo q integre os comunistas.
.
Assim, se já dominizou um governo das esquerdas e até o fez descaradamente para inglês ver. Se já avisou o mundo o mal q seria Portugal virar à esquerda, agora não faz sentido dar posse a um governo q demonizou previamente.
.
Neste sentido só pode dar posse a um PM de forma temporária e q não desagrade o PS. Guilherme de Oliveira.
.
Rb

Ricciardi disse...

A menos q engula o q disse e nao esteja para se chatear q o suplício está acabar. Mas aí seria lembrado como sendo o presidente banana.
.
Rb

Ricciardi disse...

O Guilherme é gente séria. Já merecemos ter um PM assim.
.
Rb

Ricciardi disse...

Costa e Passos tem de desamparar.
.
Com eles isto não vai lá.isto devia ser para gente crescida.
.
Rua.
.
Rb

Ricciardi disse...

Eu acho q devia haver nos boletins de voto um anexo. O anexo R.
.
Um anexo em que votava em quem não queremos, numa selecção previa de 20 políticos a Repudiar. O anexo R.
.
Um gajo votava num partido mas se o candidato desse partido fosse o mais Repudiado, teriam de arranjar outro.
.
Rb

Ricciardi disse...

Assim um gajo podia votar no PSD ou no PS e simuktaneamente repudiar o Passos Coelho ou o Costa. Caraças como era giro.
.
Rb

Harry Lime disse...

Assim um gajo podia votar no PSD ou no PS e simuktaneamente repudiar o Passos Coelho ou o Costa. Caraças como era giro.

Pá, isto soa muito porreiro. :-)

Rui Silva

Harry Lime disse...

O Cavaco ou fez bluff ou não conhece a Consituição...

De qualquer forma, não vejo de que forma é que pode evitar dar posse a um eventual governo de esquerda (Costa+PCP+BE).

Nomeia um governo de iniciativa presidencial e lança o pais no caos durante 1 ano? Um caos muito maior do que o de um eventual governo de esquerda.

Não vejo isso a acontecer. O Cavaco vai ter de engolir o sapo e fazer figura de urso. Mas foi um buraco que ele proprio cavou!

Rui Silva

Antonio Cristovao disse...

Nem sequer temos um presidente enviesado. Porque (tirando a esquizofrenia) tentar enviesar a democracia?

Ricciardi disse...

Os jornais estrangeiros 'batem' no Cavaco forte e feio. É impressionante como se consegue ter uma opinião tão negativa da decisão do PR por todos os jornais. Ninguém percebeu a decisão.
.
Cavaco alertou o mundo para a eminência duma catástrofe de esquerda. Exagerou, quando lhe competia desvalorizar o cenário mais provável. Deu trunfos aos 'mercados' e agora terá de dar posse aqueles que considerou uma catástrofe.
Que grande palerma.
.
Podia ter indigitado PPC e não precisava de inventar.
.
Até jornais de direita acham estranha aquele discurso.
.
As taxas subiram ligeiramente oh Rui. Não sobem mais porque o BCE está a estabilizar intervindo sistematicamente. Aliás, sem BCE, as taxas estariam onde deve estar as de um país hiperendividado, com PIB potencial fraquissimo.
.
Rb

Ricciardi disse...

O que mais me irritou no discurso não foi percebermos q os comunas nao eram bemnvindos. Eu também não os quero na governança. O que me irritou foi dizer q não aceita programas que colocam em causa o Euro, como se não fosse legítimo defender essa eventualidade. O Euro não pode ser um argumento admissível. Não é um dogma, nem pode ser uma quase religião do qual nao se pode discordar.

Harry Lime disse...

Sem duvida. Ele tinha apenas de indigitar o Passos e sugerir com subtileza que os dois maiores partidos se entendenssem.

Ou apenas indigitar o Passos e ficar calado.

Rui Silva

José Lopes da Silva disse...

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/estudante-de-14-anos-entra-com-arma-carregada-em-sala-de-aula-1712517

"A arma e as munições que o rapaz usou serão do pai e estariam guardadas num cofre da sua casa que o jovem terá conseguido abrir."

Um pai de um filho com problemas psiquiátricos guarda uma arma e munições em casa?
E portanto a solução para isto é os outros pais todos comprarem também armas para os respectivos filhos?

Anónimo disse...

> os PaF estão lixados porque assim vão perder os tachos

"You must be new here", como dizem nas internetes.

Como se as carraças se expulsassem umas às outras.

Vão-se acumulando, às camadas. Nem se vê o cão.

Euro2cent disse...

('moi', como dizia a ex do Cocas)