18 setembro 2015

2nd take


Uma das grandes preocupações dos europeus, relativamente aos refugiados do Médio Oriente, é que estes não se integrem na nossa cultura, não respeitem os nossos valores e que, pelo contrário, se mantenham leais a entidades externas.
Vejam o exemplo da “fatwa” do Ayatollah Khomeini sobre a cabeça do Sr. Rushdie, ordenando que os crentes islâmicos assassinassem o escritor. Perante uma situação destas, para onde penderá a lealdade dos que buscam refúgio “em nossa casa”? A pergunta tem todo o cabimento.
Para esclarecer (reparem que não disse resolver) esta situação, eu sugiro que todos os migrantes que busquem refúgio na Europa sejam obrigados a “Jurar Lealdade” ao Estado que os recebe e à UE.
O texto do chamado “Oath of Allegiance”, que os EUA exigem aos imigrantes que pretendem ser norte-americanos, pode servir de modelo:
I hereby declare, on oath, that I absolutely and entirely renounce and abjure all allegiance and fidelity to any foreign prince, potentate, state, or sovereignty of whom or which I have heretofore been a subject or citizen; that I will support and defend the Constitution and laws of the United States of America against all enemies, foreign and domestic; that I will bear true faith and allegiance to the same; that I will bear arms on behalf of the United States when required by the law; that I will perform noncombatant service in the Armed Forces of the United States when required by the law; that I will perform work of national importance under civilian direction when required by the law; and that I take this obligation freely without any mental reservation or purpose of evasion; so help me God.
A violação deste compromisso deve determinar o repatriamento imediato do refugiado para o seu país de origem.

8 comentários:

Ricciardi disse...

Para obter um visto de trabalho ou permanência quase todos os países exigem um doc semelhante.
.
Rb

Euro2cent disse...

Um ditado dos bifes: "Possession is nine points of the law."

Há líricos que julgam que não, mas costumam ficar desapontados, e amargurados.

Anónimo disse...

@Ricciardi

Qual e' o caso portguues ?

Anónimo disse...

Joaquim e Ricciardi,
Não sei se vou desiludir a vossa fé infantil nos rituais (que não é compartilhada por nenhuma autoridade, na América, aqui ou em Marte), mas esse tipo de juramento não esclarece nem resolve absolutamente nada. Sublinho absolutamente. Qualquer sacana, nascido em Algés ou numa aldeia do médio oriente, consegue papaguear esse tipo de coisas. O que motiva a condenação de alguém é a violação... da Lei.

Harry Lime disse...

Anonimo,

A fé infantil, como lhe chamas, no juramento justifica a punição no caso de violação do juramento. É tão simples como isso. Mas é apenas um principio e não é suficiente.

Mas como ideia é melhor que o 1st take que consistia basicamente em atirar dinheiro para cima do problema.

Rui Silva

Antonio Cristovao disse...

Olhar para o que faz a terrível Merkl, talvez ajude a iluminar as mentes mais tenebrosas e arormentadas.
A eficiência costuma morar por ali.

zazie disse...

O refúgio saca-se por estatuto e até o Vale e Azevedo o conseguiu e vivia lá nas 7 quintas com tudo pago.

Há milhares a viverem em brutas moradias e outros em hotéis de 5 estrelas e com golpadas gigantescas porque muitos são brutalmente ricos.

O grupo dos juízes da Matrix faz parte de quem legisla e tem andado a contribuir para a destruição do Estado Social.

É informarem-se porque a Matrix tem enorme poder em Inglaterra e vieram da maçonaria.

Fica aqui apenas um exemplo que guardei. São às centenas. V.s é que vivem nas berças e isto é tudo novidade



http://www.matrixlaw.co.uk/Information/Areas%20of%20Practice/Immigration%20Asylum%20and%20Free%20Movement.aspx

Asil Nadir stole £29 million from his Polly Peck empire and travelled to court from his Mayfair home in a chauffeur-driven Jaguar.

http://www.standard.co.uk/news/crime/special-investigation-scandal-of-superrich-criminals-given-legal-aid-to-fight-fraud-trial-8352182.html


zazie disse...

Este é o único que ainda se pode ler por cá:

http://delitodeopiniao.blogs.sapo.pt/esta-crise-e-mais-complexa-7753343?mode=reply#reply

Com isenção, com cabeça, sem os descabelamentos ideológicos da praxe ou os afrontamentos sentimentais de novela, vai colocando as questões e mostrando os factos.

Factos é números que são o pavor dos agitadores militantes.