11 agosto 2015

yo no soy comunista

Conheci por acaso uma arqueóloga espanhola que trabalha em Portugal há vários anos. Falamos de evolução, antropologia, etologia e, claro está, arqueologia. Por fim abordamos alguns temas políticos.
Para minha surpresa, a M. disse-me que simpatizava com o Podemos, em Espanha, e com o Bloco de Esquerda, em Portugal.
Fónix, uma rapariga tão moderna e culta, como é possível?
- O comunismo nunca deu bons resultados - comentei com um sorriso - olha o que se passa na Coreia do Norte ou na Venezuela.
A M. escutou e retorquiu rapidamente:
- Yo no soy comunista. Soy anti-capitalismo salvaje...
Fiquei a pensar nesta observação. Penso que é o que se passa com a maior parte dos jovens que apoiam os movimentos de esquerda radical na Europa. Não são comunistas, apenas rejeitam o "neoliberalismo" e o "capitalismo selvagem".
Caraca!
É urgente recuperar esta juventude. O capitalismo é a galinha dos ovos de ouro que tirou milhões de seres humanos da miséria. Se a matarmos, acabam os ovos de ouro...

7 comentários:

Unknown disse...

Pode ser que para eles 'capitalismo' e 'corporativismo' sejam sinónimos. E nesse caso a abordagem seria de propôr em alternativa o uso do termo 'livre-mercado', 'concurrência justa' ou 'iniciativa privada'.

A juventude continua voluntariosa e sensível a injustiças. Mas são também muito emocionais. Os argumentos da esquerda convencem mais nesse aspecto pois são embrulhados na aurea da superioridade moral. Outra estratégia possível é salientar a hipocrisia dessas propostas.

Free 44 Mandela ! disse...

É natural que os mais jovens, a despeito da formação científica, sejam os mais vulneráveis à propaganda comunista. É a idade que traz a sabedoria.
Não há motivo para espanto, a meu ver.
Mais preocupante à as gerações mais velhas que defendem uma forma atenuada do mesmo.

Unknown disse...

Pelos vistos pelo menos no Brasil não são todos assim:
http://www.washingtonexaminer.com/brazils-economic-freedom-fighters-are-an-example-for-americans/article/2569849

(via Insurgente)

O Kim tem 19 anos apenas, e não frequentou a Universidade. A sorte dele.

Antonio Cristovao disse...

Continuo firme em que o dilema esquerda/direita é uma narrativa que vende bem , mas tem de miolo zero.

Anónimo disse...

É curioso.
São "anti-capitalismo salvaje..." mas adoram retirar todos os benefícios do capitalismo!

Harry Lime disse...

Sim, faz sentido. Onde é que está admiração?

Ruyi Silva

Pedro Q. disse...

O problema nao sao os mais novos: é que os mais velhos, que já viram mais do mundo, continuam a conduzir os seus carros caros e a ver as noticias nos seus ecras LCD de alta definicao ou nos seus iphones e a queixar-se do "capitalismo selvagem".

Nao consigo perceber se é burrice, visao limitada ou gosto por sofrer.