15 julho 2015

Vaticano apoia Tsipras

A postura de Alex Tsipras é “justa”

Francisco

Comentário: Francisco, Pontífice dos pobres ou dos charlatães

8 comentários:

Rui Alves disse...

Este Papa arrisca-se a agradar aos comunistas gregos e a arreliar os patriarcas ortodoxos. Acho que fazia mais sentido o contrário, mas enfim...

Rui Alves disse...

Reconheço, com todo o respeito, que o Grande Engenheiro está a submeter a Igreja a um teste de stress. A Igreja que sobreviver a este Papa, resistirá a tudo.

Harry Lime disse...

Subitamente temos um Papa que não agrada aos ricos e aos poderosos... ele deve estar a fazer alguma coisa certa.

O Jaquim pelo contrário não engana nunca ha-de desiludir os ricos e dos poderosos.

Rui

Anónimo disse...

Na última sondagem na Grécia, a maioria dos gregos respondeu que aprova a actuação do Tsipras (58%), mas uma maioria ainda maior, de 70%, é a favor da ratificação das medidas do novo programa pelo Parlamento, e 72% responderam que não havia alternativa a um acordo a com os credores.

Ou seja, isto com "jeito" até é capaz de lá ir. Como dizia o Prof. Carlos Gaspar no outro dia, é preciso "paciência estratégica com a Grécia". Paciência e deixar a falar os Costas e a restante tropa fandanga xuxa e comuna, que esteve sempre do lado errado da história. Um dia destes ainda se vão calar com a Grécia. Seria um bom sinal para esse país.

http://www.cnbc.com/2015/07/14/reuters-america-slim-majority-of-greeks-see-bailout-deal-positive.html

Anónimo disse...

À paciência acrescento a firmeza para fomentar a disciplina. Sim, que "chocante", a disciplina, essa palavra tão horrível para o Varafukis.

Ontem deu uma reportagem na TV sobre o "sofrimento" dos gregos, que já não podem ir de férias para mais lado nenhum que não as praias de Atenas. Um em particular recebia uma reforma de 1500 e cortaram-lhe para um valor que a maioria dos portugueses nunca recebeu. Muita gente por todo o mundo "pagava" para "sofrer" a beber refrescos num café à beira da praia. Vão gozar para outro lado, pá!

Rui Alves disse...

Caro Rui Silva

Subitamente temos um Papa que não agrada aos ricos e aos poderosos

Não me parece, em especial a parte do "subitamente".

Os ricos e os poderosos nunca gostaram de Papa algum. São Pedro acabou crucificado e os primeiros papas morreram mártires.

No século passado Pio XII esteve na mira de Hitler, João Paulo I faleceu dentro das paredes do Vaticano em circunstâncias misteriosíssimas e João Paulo II sofreu um atentado.

No nosso século, sabe-se que Bento XVI colheu poderosos inimigos no Banco do Vaticano quando assumiu (e cumpriu) que iria pôr ordem na casa.

A diferença agora é termos um Papa que agrada a comunistas, ateus e gente diversa com ódios de estimação pela Igreja. Gente que vibra ao ver as suas críticas legitimadas pelo próprio pontífice, mas que pela Igreja nunca farão nada de construtivo.

Antonio Cristovao disse...

O Francisco é um espectaculo; esperemos que tantos likes no facebook não lhe transtornem a cachimonia

lusitânea disse...

O Papa Francisco deve ser enviado para o Estado Islâmico fazer conversões...tem madeira para caraças das embarcações clandestinas para fazer cruzes...