03 setembro 2014

é a mais retrógrada


A esquerda portuguesa é a mais retrógrada da Europa; décadas depois dos outros partidos comunistas se terem demarcado da URSS, o nosso querido líder Álvaro ainda declarava que o Sol vinha de Moscovo, lá para os idos de 1975.
O Partido Socialista continua esta triste figura, com os Antónios a anos luz de Renzi e de Valls. E o mesmo se aplica à mui social coligação PSD/CDS.
Não é que sejam todos “uma cambada de socialistas”, que o são. O problemas é que são do socialismo mais retrógrado e esclerótico que se conhece. A política económica deste governo, caracterizada pelo “enorme aumento de impostos” e pelo frouxo corte na despesa, está aí para o demonstrar.
Não foi por incompetência nem por estupidez que se perdeu a oportunidade criada pela crise. Sabemos agora que foi por opção ideológica, foi para realizar o “caminho constitucional para o socialismo”.
É por tudo isto que o governo mais à esquerda da Europa, o governo da coligação PSD/CDS, não deixa saudades a ninguém.

7 comentários:

zazie disse...

É verdade. Nisto tem 100% de razão.

Os estalinistas por cá ainda fazem lei.

Vivendi disse...

Já com o Sr. Salazar os maiores pensadores económicos escreviam-lhe cartinhas...

http://viriatosdaeconomia.blogspot.pt/2014/09/salazar-e-hayek.html

E esta Joaquim?

Euro2cent disse...

> E esta Joaquim?

A liberdade tem muitos amigos. Quem a tem chama-lhe sua.

Falta só uma explicação bem fundamentada da bondade da santinha.

Os liberais - comunistas incluídos - têm uma argumentação utilitária, de valor económico. Qualquer degradação moral é aceitável se aumentar o PIB e melhorar "os indicadores".

Depois levam com um pano encharcado em sangue dos islamitas, e ficam de cara à banda sem perceber patavina do que pode motivar aquilo.

Eu sugeriria que relessem gregos e romanos, dos que debatiam o que era a boa vida, mas não me parece que sejam capazes de entender. Não lhe conseguem botar indices ...

Anónimo disse...

Esta malta extremista aqui nos Ocidentes, devia ler o "Ética a Nicómaco e um o que são as Virtudes... Talvez se concentrassem menos quer na ética do dinheiro quer na ética da igualdade forçada.

Entre Jaquins Coutos e esquerdalhos, vai só uma diferença de nome, porque as virtudes são as mesmas, as características idem... só mesmo o nome muda.

Depois é como diz o comentador Euro2cent. oferece-lhes uma visão entre a visão da vida pela óptica do dinheiro ou pela óptica da pantominice invejosa da esquerdalhice e admiram-se que se virem para doutrinas mais ou menos bem estruturadas... Quiseram acabar com a visão heleno-cristã e substituiram-na por nada.

Acharam que apenas o dinheiro move o ser humano e as pulsões egoístas e hedonistas dos Marxistas e Rothbardianos...

No meio é que está a Virtude... e lá vamos de volta ao Aristóteles...

Espero que já tenha começado essa leitura Jaquim...



Já agora, por onde anda o Paulo Mendo, ilustre postador deste blogue?

"Antigo ministro Paulo Mendo deixa recado em Braga

Não se pode cortar na Saúde"

http://www.diariodominho.pt/conteudos/55006

Josand

tric disse...

só tem razão no euro...

zazie disse...

Lerem a Ética a Nicómaco? era bem era.

Ninguém lê isso. Nem na faculdade.

Eles são bling bling. Ser bling-bling é o que está a dar.

Agora que o PCP de cá é único, é.
No resto da Europa e até no Leste, uma aberração dessas há muito que acabou.

São fósseis que falam como se estivéssemos no início do séc. XX.

zazie disse...

Claro que quanto ao resto, o Birgolino é um mano dos comunas utópicos.

Como é que ele queria que se pagasse uma dívida sem aumentar impostos?

É maluco.