04 março 2014

o senhor da guerra


7 comentários:

mujahedin مجاهدين disse...

O senhor da guerra e o memé do blogue...

Não vi por aqui nada enquanto os EUA-farol-da-libardade-e-democracia-terra-dos-bravos-lá-é-que-é-bom torraram 5 mil milhões de dólares a fabricar mais uma revoluçãozinha colorida para o arco-íris da democracia e a deitar abaixo um governo democrático legítimo (tanto quanto qualquer outro europeu, pelo menos)

Estranho, estranho é a revolução ser à base de nazis, neo-nazis, antisemitas e ultra-nacionalistas.

Eu, pela minha parte nem tenho particularmente nada contra esse tipo de gente. Mas é bom ver que o pessoal fica logo mais tolerante, desde que seja contra a Rússia.

Vá memés, tudo a fazer mé-mé: a Rússia é má, o Obama é que é bom!

Ahahah! Metam estes no eixo do mal agora... Digam lá que "todas as opções estão na mesa" ahahahaha!

Vivendi disse...

Rússia é Europa.

EUA é uma nação manipulada e desvirtuada que não serve aos interesses da civilização europeia.

Anónimo disse...

A Crimeia é russa. O resto são historietas.

seven&eleven

mujahedin مجاهدين disse...

Rússia é Europa.

Até podia ser África que, para o que é, tanto dava.

EUA é uma nação manipulada e desvirtuada que não serve aos interesses da civilização europeia.

Não sei se é desvirtuada ou se alguma vez teve virtude.

Mas que é um estado-vassalo no que respeita à sua política externa, é.

Vassalo de quem? Ora! De quem havia de ser?

Cui bono nunc et semper


Luís Lavoura disse...

Qual guerra? Não há guerra nenhuma. Há apenas a ocupação militar de um território feita sem disparar um único tiro (enfim, disparando alguns tiros para o ar). É uma guerra com menos mortos do que o 25 de abril!!!

mujahedin مجاهدين disse...

Não deve ter visto os snipers, este.



simon disse...

Boa, Mujahedin, d'accord, sublinho .