15 janeiro 2014

o Fim da História

...
E o Presidente francês, que se candidatou para acabar com a austeridade e pôr os ricos a pagar a crise, confirmou aquilo que já todos suspeitavam; uma volta de 180 graus em termos de política económica. Resumindo, Hollande veio anunciar que vai baixar drasticamente a despesa pública, reduzir o peso do Estado na economia, cortar na Segurança Social e, por outro lado, baixar os impostos para as empresas, reduzir a burocracia e cortar nos custos de trabalho.

Comentário: Enfim, tarde e em piores condições do que há alguns meses atrás, Hollande reconhece agora que não há alternativas à "democracia liberal e capitalista". É o chamado Fim da História, em que já nem o Fukuyama acredita e que eu continuo a defender.

2 comentários:

Anónimo disse...

Nem tao siquer vai ser o Fim ...de Portugal. Quanto mais o Fim da História, :)

txticulos disse...

No feel o'right nao tem sido nada austero.