14 maio 2018

O Paradoxo Cuatrecasas

Num post anterior, afirmei que a cultura portuguesa é uma cultura de paradoxos (cf. aqui). E assim é também a cultura espanhola, irmã da portuguesa.

Na realidade, alguns dos mais famosos paradoxos desta cultura vieram de Espanha. Um dos mais conhecidos é "O Paradoxo Cuatrecasas", assim chamado devido ao patrão da muito conhecida sociedade de advogados com o mesmo nome.

Emílio Cuatrecasas fica para a história da civilização ocidental por, além de ter sido condenado a prisão por fraude fiscal enquanto presidia à sua sociedade de advogados que especializa em fiscalidad, ter também formulado este Paradoxo num momento de grande criatividade fiscal.

O Paradoxo Cuatrecasas enuncia-se assim (cf. aqui):

"Quando uma coisa está no seu quintal, para efeitos fiscais presume-se que:

a) é sua"
b) é do seu vizinho"
c) pertence a Deus"
d) não é de ninguém"
e) todas as respostas acima excepto a)

(Publicarei a primeira resposta acertada)

3 comentários:

Zé do Pipo disse...

Presumindo que Emílio não é ateu, deve ser a última resposta

Zé do Pipo disse...

Gané! Continuación de buena siesta para usted, Manolo

Manolo disse...

He respondido equivocado. No puedo ganar siempre...