27 março 2014

as sociedades cosmopolitas são inclusivas


Quais serão as sociedades mais propensas a adoptar estereótipos? As católicas ou as anglo-saxónicas?
Não vou responder a esta pergunta porque dispondo o PC de um especialista na matéria, ficava mal pôr-me em bicos de pés.
Gostava contudo de sublinhar um aspecto engraçado desta questão que foi suscitado por este post e por um comentário de um leitor.
Nova Iorque não cai dentro dos paradigmas culturais norte-americanos. Os nova-iorquinos costumam até dizer, por graça, que não são americanos... são nova-iorquinos. Vivem na cidade mais cosmopolita do mundo e, naturalmente, são as pessoas mais cosmopolitas.
Eu considero-me uma pessoa cosmopolita e, de algum modo, devo-o a Nova Iorque. A cidade mais fascinante que conheço.
E o que significa isso de cosmopolitanismo? Não vale a pena correr muito, a Wiki explica: ‹‹Cosmopolitanism is the ideology that all human ethnic groups belong to a single community based on a shared morality››. Ora neste enquadramento, os estereótipos valem pouco ou nada.
Peter Drucker interessou-se por este assunto e mencionou algures (cito de cor) que ‹‹a principal diferença entre uma sociedade cosmopolita e uma sociedade paroquial é que na primeira o que conta é a função que o indivíduo desempenha e na segunda o berço››.
O leitor que me chamou ‹‹o protótipo do parolo português que cai no estereótipo do latino gabarolas››, pode saber muito acerca dos “states” e das sociedades anglo-saxónicas, mas não é uma pessoa cosmopolita e nunca viveu numa sociedade cosmopolita como Nova Iorque. Vê em mim um parolo por pensamento projectivo.
E termino reiterando o que disse, as portuguesas não são parolas, nem se fazem de difíceis; mas é verdade que eu sou gabarolas porque, quod erat demonstrandum, quase sempre sei do que estou a falar. Reparem, quase sempre, não disse sempre (isto para um gabarolas...)
:-)

33 comentários:

zazie disse...

Conte lá o seu cosmopolitismo no Continente Americano.

Passou 10 anso a estudar em quantas cidades desse continente, para poder fazer essa generalização de turista acidental?

zazie disse...

Como é óbvio, quanto mais moviemntado for o local, menos possibilidade de existirem características únicas.

Mas, a América até tem outra coisa que nós não temos- tem multiculturalismo. E isso é que é o oposto do cosmopolita.

Esses grupos tendem a manter as características próprias e, portanto, os estereótipos são bem maiores, porque os comportamentos seguem regras com poucas mudanças.

Ora a América é gigantesca. O birgolino esteve a estudar num hospital e NY e acha que isso lhe dá capacidade de falar em nome do "cosmopilitismo americano".

Disfarce, v. é e será sempre um morcão

":OP

zazie disse...

Outra coisa- as portuguesas de engate que v. conheceu já vão na terceira idade.

Disfarce, Birgolino- a gaiteirice de velho é tremenda.

Anónimo disse...

Zazie,

Já iniciou o gin tónico?

A menina não pensou. Regorgitou ahahah

Repare k eu comecei por dizer k Nova Iorque é diferente dos EUA. Eu não considero a sociedade americaba cosmopolita. Está tudo no post

Por fim, eu vivi em Nova Iorque, Como qualquer outro Nova Iorquino, anos seguidos.

Enfim, não vale a pena argumentar consigo.

Saia mais um gin, eu tb alinho

O morcão

Anónimo disse...

Zazie,

Espero que a sua incoerência seja de um gin acidental e k não se deva a outras causas
:-)

zazie disse...

É pá, tem razão.

E olhe, não me fale nisso que não tenho Bombay em casa e está de chuva.

É que ia mesmo um agora


":OP

zazie disse...

Quanto à experiência com as garinas da terceira idade, eu guardo o segredo. Fique tranquilo.

zazie disse...

Mas agora a sério: v. gostava de ser "cosmopolita"?

Eu acho isso cá uma coizinha que faz favor...

Todos os "cosmopolitas" que eu conheci eram uns toscos que apenas tinham passado férias ou uns anitos no estrangeiro.

Chegam cá e ainda se nota que são mais provincianos por se acharem diferentes dos outros.

zazie disse...

V. é um estrangeirado. No sentido em que o PA até define muito bem.

zazie disse...

E é engraçado porque o PA até poderia ser mais estrangeirado que v. mas, por alguma costela mais genuína acabou a regressar às origens e sem essas manias.

zazie disse...

Dantes, os que se diziam cosmopolitas eram todos CEE.

Coemçaram assim. Agora, os mesmos que se dizem cosmopolitas são todos "amaricana rica" e anti- UE.

Isto há-de querer dizer alguma coisa acerca dessa patranha do "cosmopolitismo" que mais não é que uma moda.

zazie disse...

Ah, já me esquecia- pelo meio ainda houve os liberais conservadores de Oxford

ahahaha

Já passaram de moda, também.

":O))))

Anónimo disse...

Sim Zazie,às vezes tb me considero estrangeirado.

:-)

zazie disse...

ehehehe

O oposto também não gosto lá muito- é o atávico

zazie disse...

Por curiosidade: v. achava isso enquanto vivia em NY ou passou a achar depois de regressar e ficar mesmo por cá?

Anónimo disse...

"Cosmopolitanism is the ideology that all human ethnic groups belong to a single community based on a shared morality"


Amigo Joaquim, isso a definição de uma pequena comunidade do midwest americano. Não certamente de Nova iorque. Você está confuso. Nova iorque é feita de muitas comunidades unidas apenas pela lingua. E tem estereótipos, muitos. Tem o estereótilo do afro-americano rapper, do asiático diligente e marrão, das latinas criadas e mulheres a dias, dos italinos mafiosos, etc. Qualquer nova iorquino "sabe" que os italianos têm todos uma "mamma", gostam de pizza e fazem ums trabalhinhos sujos. etc. Isto é alimentado por séries, talk shows, etc. E tem o estereótipo do latino deslumbrado com as luzes de times square que fica de boca aberta com tanto cosmopolitismo ;). Topam-se á distãncia e ficam rapidamente sem as carteiras... cuidado, Joaquim.

zazie disse...

É que a ideia que tenho é que esta mania do estrangeirado é outra variante da saudade.

Como regressam e até sabem que não vão voltar para esse "estrangeiro" inventam-se com as tais características que gostavam de ter e da vida globalizada que nem têm.

zazie disse...

Foi isso que eu disse e apenas conheço dos filmes.

Vivendi disse...

"Eu considero-me uma pessoa cosmopolita e, de algum modo, devo-o a Nova Iorque. A cidade mais fascinante que conheço."

Para além dos cosmopolitans diga lá o que New York tem assim de tão fascinante?

Europa é Europa e no mediterrâneo ainda temos a cultura do dolce vita. O melhor estilo de vida que existe no mundo.

Anónimo disse...

Sim, zazie, peço descuilpa, foi isso que já tinha dito acima.
Só mais uma coisa: alguém que conta de si próprio que é cosmpolita e tem sorte com as gajas é considerado parolo, seja nos melhores salões de Nova Iorque seja na aldeiazinha portuguesa mais remota. Estou a ver o joaquim a apresentar-se a uma tipa num bar de Nova iorque. “Hi, I’m am very cosmopolite and I am very good with the ladies”. hehehe. É só técnica, o Joaquim, heim ?;)

zazie disse...

EHWEHEHEHEHEHE

és o Rui Silva, não és?

Vivendi disse...

Um Nova-Iorquino no mediterrâneo o que é?

A pergunta de 1 milhão de dólares. ;)

Será um cosmopolita?

Responda quem souber.

zazie disse...

Com as garinhas de bomba de gasolina que só conhecem Matosinhos até é capaz de funcionar

marina disse...

prontos ... aqui têm o mapa mundi da facilidade de engate mulheril.

http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=662682

Anónimo disse...

Obrigado marina. Muito elucidativo

zazie disse...

Esses mapas são 95& senso comum e restante ao acaso.

É mais que óbvio que entre islâmicos não são elas que são fáceis ou difíceis, é assim que são obrigadas.

Já a diferença entre portuguesas e espanholas há-de ter sido ao calhas.

Anónimo disse...

Pelo menos não suporta k as portuguesa sejam diferentes das outras europeias

zazie disse...

Ah, e até as italianas mais difíceis que as portuguesas.

Com quantos exemplares para amostra é que esta cientoinice foi feita?

Anónimo disse...

Não, cara zazie, apenas um lonesome cowboy. Não confundir com o "midnight cowboy", esse mitico filme passado em Nova Iorque, com o Dustin Hoffman e o Jon Voigt. Este post do joaquim fez-me lembrar o personagem.
Como é que se diz "és um cromo", em amaricano?

zazie disse...

As italianas são orientais, há-de ser isso.

zazie disse...

Por acaso até faz lembrar, faz.

ehehehe

Há-de ser um cowboy de feira.

zazie disse...

Ou um muppet cowboy

":OP

mujahedin مجاهدين disse...

Oh diabo! A discussão afinal pegou.

Com que então o susceptível dr. é um cosmopolita?... Nunca me enganou! Abomino esses gajos. Não posso com eles nem pintados. Nem em véu de renda ajoelhados a confessar ao padre.

Pior que isso só paneleiragem - desconfio até que seja mais ou menos o mesmo.

De qualquer maneira, ó susceptível dr., vosmecê, sendo cosmopolita, deve ouvir muito Wu-Tang Clan, não?