07 julho 2014

priorirade prioritariamente prioritária

... a redução da carga fiscal sobre o trabalho "é uma prioridade política prioritária" 

DE

5 comentários:

Euro2cent disse...

Deve fazer parte do "rumo tratado", como há uns dias ouvi na rádio um desses tristes dizer ...

Anónimo disse...

foderam o cu à piquena, jaquim, foderam o cu à piquena...

e a fuça da catarina foi empalada nas bordas do cu da mãe, ou quê? é uma fronha contra a humanidade, trambolho dum cabrão.

tou a ver disse...

Portugal Telecom na capa do "Estadão"

http://economia.estadao.com.br/noticias/geral,em-caso-de-calote-fatia-da-pt-na-nova-oi-pode-ser-reduzida-a-metade-imp-,1525201

Anónimo disse...

"É por isso muito 
perturbador, para quem anunciava, como o IPCC, um aquecimento global crescente que 
não se tenha  verificado  qualquer  aquecimento  nos  últimos  15  anos.  Este  é  um  facto 
indesmentível que nenhum dos modelos adoptados pelo IPCC previu." O alarme geral foi lançado com o aquecimento global. Efectivamente, nos últimos 150 anos 
houve um  aumento da temperatura média  global  à superfície de 0,8ºC.  Todavia, entre 
1910 e 1940 houve um aumento de cerca de 0,5ºC, a que se seguiu uma pausa até 1970, e 
depois um novo aquecimento até cerca de 2000, seguido da actual paragem. Em termos de 
taxa de aquecimento o período de 30 anos 1910‐1940 é praticamente idêntico ao de 1970‐
2000. Afinal, a que se deveu o aquecimento de 1910‐1940 e a pausa depois de 2000 se as 
emissões de CO2 estiveram sempre a aumentar significativamente ? » Entrevista de Delgado Domingos, recentemente falecido, em http://jddomingos.ist.utl.pt/AlteracoesClimaticas/Entrevista-ENERGIA_FUTURO_Mar_2014.pdf

lusitânea disse...

Atenção que os funcionários públicos não trabalham...