27 janeiro 2014

é relevante saber se somos igualitários?


Tem alguma relevância tentar compreender se o Homo Sapiens é geneticamente igualitário ou se, pelo contrário, convive bem com a desigualdade desde que haja sentido de equidade e de justiça?
Para mim tem imensa relevância porque gosto de pensar que a minha visão libertária do mundo corresponde, o melhor possível, à chamada natureza humana.
A Lei Natural, tão cara aos católicos (Agostinho, Aquino) e aos libertários (Rothbard, Rand) – eis aqui uma ponte interessante – emerge da natureza humana. Citando Agostinho: ‹‹antes de Deus as inscrever nas Tábuas da Lei, já estavam inscritas no coração dos homens››. É a natureza humana que busca a Verdade (Deus), é a natureza humana que institui a propriedade privada (não roubarás) e é a natureza humana que condena a cobiça.
Se a igualdade tivesse um fundamento genético, o roubo e a cobiça nunca poderiam ser estigmatizados. Pelo contrário, seriam tolerados. No nosso íntimo sentiríamos que o roubo repunha a igualdade, onde antes havia desigualdade (ninguém rouba os que têm as mesmas posses, se o objectivo for a igualdade).
Se sonharmos com um futuro contrário à natureza humana (utopia), temos de armar a guilhotina, porque só pela força o vamos conseguir impor. Foi isso que aconteceu aos diversos socialismos que varreram o mundo, deixando dezenas de milhares de mortos pelo caminho.
Se o nosso sonho porém for ao encontro da natureza humana, como eu penso que o libertarianismo (e provavelmente o catolicismo) vai, então podemos remeter a guilhotina para um museu de horrores e contemplar um futuro em que cada um seja livre de buscar a sua própria felicidade (reparem como não há igualdade na felicidade...).
Como libertário, eu penso que estou em sintonia com a natureza humana e com o sucesso do Homo Sapiens na Terra. Caso contrário teria de rever toda a minha filosofia de vida.

5 comentários:

marina disse...

bem , a cobiça é que faz mesmo parte da natureza humana , o segredo está em controlá-la , mante-la em niveis aceitáveis , dizia o maquiavel e eu concordo :) e é o que tentam algumas religiões e tentaram alguns " príncipes " como o botas.
hoje em dia está totalmente descontrolada e o caos caiu-nos em cima.
acabar com ela é que não é possível , talvez com manipulação genética : socialismo genético :)

zazie disse...

http://www.youtube.com/watch?v=rAaWvVFERVA

Anónimo disse...

"Se sonharmos com um futuro contrário à natureza humana (utopia), temos de armar a guilhotina, porque só pela força o vamos conseguir impor. Foi isso que aconteceu aos diversos socialismos que varreram o mundo, deixando dezenas de milhares de mortos pelo caminho."
.
guerras Lberais vs tradicionalistas...qual é que mais se apróxima das Leis Naturais?

Anónimo disse...

As "perseguições" que estão a existir ao Tradicionalismo Católico e Ortodoxo em toda a Europa, a titulo de exemplo, no CDS um partido que se diz Cristão mas que persegue e apoia a destruição dos valores tradicionais de Portugal...então no PSD nem vale a pena falar...então em França...

RC disse...

"No nosso íntimo sentiríamos que o roubo repunha a igualdade, onde antes havia desigualdade"

A maioria dos roubos aos quais eu assisto, e que nao sao condenados, sao efectuados para prepetuar a desigualdade.