25 maio 2018

um herói

Pronto, já compreendi tudo, com a ajuda do Arlindo Marques e dos leitores do PC.

As grandes sociedades de advogados, com as suas ligações partidárias e  corporativas, representam um grande risco para a integridade do nosso sistema judicial.

Também já compreendi qual é o órgão do nosso poder judicial onde se encontra a maior vulnerabilidade - curiosamente é um órgão que, num sistema judicial verdadeiramente democrático e justo, não faz parte dele.

Posto isto, e em parte por causa disto, e sem prejuízo de virem a existir outros, eu já elegi um herói no meu processo judicial.

É:

a) o Papá Encarnação
b) o director da Cuatrecasas
c) o magistrado António Prado e Castro
d) a juiz de instrução Catarina Ribeiro de Almeida
e) o magistrado X

3 comentários:

dfrodrig disse...

E) o magistrado X

Manolo disse...

e)

lusitânea disse...

O magistrado x enviado pela secretaria