31 maio 2018

graça

Entre todas as testemunhas de acusação que desfilaram no tribunal (cf. aqui), aquela a quem eu achei mais graça ao ponto de quase esgotar o bloco-notas foi:

a) José de Freitas
b) Quequé
c) Vasco Moura Ramos
d) Nuno Botelho
e) Paulo Rangel

1 comentário:

Manolo disse...

a) José de Freitas