30 setembro 2014

oikonomia

Qual a instituição que mais promove a afectação dos recursos pela via da dádiva ou da caridade?

Existem várias, mas a principal, a grande distância de todas as outras, é a Família.

A Família é a principal instituição económica da cultura católica e é pelo estudo da família que deve começar a Teoria Económica verdadeira - e não pelo indivíduo, ao qual se segue a empresa, como acontece na Ciência Económica convencional de raiz anglo-saxónica. Muito menos  pelo Estado como nas diversas correntes da Economia socialista.

(A palavra Economia foi primeiro utilizada por Aristóteles - oikonomia - e significava precisamente isso, o governo da casa, isto é, da família).

Abra um jornal económico e verá notícias relativas a empresas (lucros, quotas de mercado, fusões e aquisições, etc.)  e ao Estado (défices, orçamentos, dívida pública, impostos, etc.) Mas raramente verá notícias económicas relativas às famílias. A razão é que os economistas não são preparados para falar da família como instituição económica. Nunca ou raramente  se ouve falar da Família numa aula de Teoria Económica. Adam Smith, o fundador da Ciência Económica, nem sequer tinha uma.(Era homossexual).

9 comentários:

Anónimo disse...

Muito bom! Adoro lê-lo...
Luís

Pedro Sá disse...

Pois claro que não fala de família. O PA só vê consumo (ou falta dele) numa lógica de decisão em função da família. E sabe muito bem que isso é falso. Porque, goste-se ou não, imensa e imensa gente não funciona dessa forma.

Pedro Sá disse...

E se o Adam Smith não tinha família já a Economia tem tempo suficiente para ter tido inúmeros cientistas que a tivessem.

Mesmo que esse ponto fosse relevante - e não é -, a Economia não iria ficar eternamente refém do seu fundador, aliás estranho seria se assim o fosse.

Anónimo disse...

Bom voltar a lê-lo.
eao

zazie disse...

http://www.hetsa.org.au/pdf-back/26-RA-4.pdf

Luís Lavoura disse...

é pelo estudo da família que deve começar a Teoria Económica verdadeira

É um começo um pouco difícil, já que não está bem definido o que seja uma família. Quem exatamente está incluído nela? Os avós, os primos, os genros fazem parte da família? Aqueles que vivem sozinhos, ou que sendo casados não têm filhos, constituem famílias?

Luís Lavoura disse...

Adam Smith nem sequer tinha uma [família].

Como assim, ele não teve pais, nem irmãos, nem primos, nem sobrinhos?

Um jovem que viva, suponhamos, em casa dos seus pais, não tem família?

Um casal que, por quaisquer motivos (por exemplo, o meu padrinho tee varíola na sua infância), não tenha filhos, não tem família?

zazie disse...

Fazem cada pergunta mais estúpida:

Não criou família. Não teve de gerir uma casa familiar?

É assim tão difícil de perceber a diferença entre ser filho e o pai tratar de tudo, ou ser solteiro e só ter de cuidar de si próprio e o inverso- ter de fazer planos a longo prazo para algo mais que o seu umbigo?

zazie disse...

Fazem-se de estúpidos. Só pode ser esta tara de agora se agarrarem às palavras em sentido literal.