18 julho 2014

estamos por conta própria

“Os europeus têm de assumir a liderança nisto”, afirmou a antiga responsável da diplomacia norte-americana, que recordou que o avião da Malaysia Airlines voava “sobre território europeu”.

Comentário: É altura da Europa desinvestir no Estado Social e começar a investir na sua própria defesa

8 comentários:

Anónimo disse...

Veja:

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=4031936

Luís Lavoura disse...

Para que quer o Joaquim que a Europa invista na sua defesa? Para mandar tropas para a Ucrânia castigar os mauzões que abateram o avião? Acha que a Ucrânia toleraria isso? E a Rússia?

taawaciclos disse...

Se é para investir na auto-defesa então o primeiro passo para aumentarmos os níveis de segurança é correr com os tolos e idiotas dos américas do tal do "território europeu"! Bases cá na europa? NEM UMA.

AMÉRICAS SÓ ATRAEM SARILHOS E GUERRAS E "TERRORISTAS"!

Anónimo disse...

Iá meu! Bute aí! Mandamos os américas embora e resolvemos todos os nossos problemas fazendo carinhos aos seguidores de maomé que por cá ficam.
Melhor: e que tal autorizar qualquer cidadão a poder ter as armas que quiser? isto até uma democracia, a malta é responsável, nunca houve uma geração tão educada! Somos todos inteligentes e nada de mal há-de acontecer. Pelo menos uma coisa era garantida: a qualidade de vida melhorava de imediato porque os patetinhas das ecotretas, pacifistas, moralistas e restantes palhaços, passariam instantaneamente a produzir menos ruído, não fosse o caldo azedar e levarem umas bordoadas no lombo.

Anónimo disse...

o lavoura é o típico cobardolas que nunca faria nada nem para defender a mãe. Durante mais de 40 anos milhões de europeus viveram debaixo do jugo soviético e felizmente libertaram-se com a queda do muro Berlim. Certamente que não querem voltar ao passado. Infelizmente muitos idiotas inúteis ainda vivem no passado.

Anónimo disse...

A Europa investir na defesa? Oh Joaquim!!!

Se isto anda cheio de bestas que acham que Portugal nunca devia ter comprado 2 submarinos!

atocadolobo

Anónimo disse...

2-3. claramente ganham os que afirmam que haveria tomarsea serio isto da auto-defensa europeia. Por enquanto ainda na ha certeza que os proximos submaribnos venham equipados com energia e material nuclear para impor um poco mais de respeitinho ao enemigo.
O anonimo das 10,51 nao se pronunciou nem afirmativa nem negativamente. Andava claramente ocupado em outra variavel do assunto tocado no post.

Anónimo disse...

Mas o tema dos submarinos é bom! Convém antes de mais relembrar que a necessidade dos submarinos, o caderno de encargos, e mais a comissão de avaliação de propostas são tudo construções dos xuxalistas do Guterres. O Paulinho reduziu a encomenda de 3 para 2 submarinos (e, presume-se, com isso reduziu também o valor das luvas, o que explica - pelo menos! - muito do ódio de estimação que a honestíssima esquerda lhe vota).
Mas passo ao que interessa. Se Portugal não quer tomar conta da sua ZEE - a esquerda não quer submarinos, nem fragatas, nem caravelas, quer é coisas tipo «coltura» do género Carlos puto fadista, Tordo baladeiro, Abrunhosa esganiçado - porque razão a mesma esquerda não propõe a entrega da ZEE aos alemães, a troco da dívida e mais uns cobres para continuar a festa?
Estou convencido que o negócio tinha pernas para andar. Infelizmente já não estou convencido que ele fosse bom para os portugueses. Eis mais um exemplo do não faz nem sai de cima em que a esquerdalhada é pródiga.